URGENTE: Cantora Marília Mendonça morre em acidente aéreo

URGENTE: Cantora Marília Mendonça morre em acidente aéreo

Marília Mendonça (foto: Instagram/ reprodução)

A cantora Marília Mendonça e mais quatro tripulantes da aeronave King Air prefixo PT-ONJ estão entre as vítimas fatais de um acidente ocorrido na tarde desta sexta-feira, 5 de novembro. As informações são do Portal G1.

O avião de pequeno porte caiu perto de uma cachoeira na serra da cidade de Piedade de Caratinga, no interior do Estado. “O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”, informa nota no Corpo de Bombeiros.

Inicialmente, a assessoria da cantora informou que Marília e os quatro tripulantes – um produtor, um assessor, piloto e copiloto – tinham sido resgatados e passavam bem, o que até então, não havia sido confirmado pelo Corpo de Bombeiros.

“Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e copiloto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite. De momento, são estas as informações que temos.”, informou em nota a assessoria da cantora.

A Polícia Civil também confirmou a morte dos ocupantes da aeronave: “Assim que acionada, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deslocou equipes da perícia criminal, de investigadores e delegados ao local dos fatos, onde realizam os primeiros levantamentos. A PCMG identificou cinco corpos no avião, sendo três óbitos incluindo o da cantora. Um dos corpos já está sendo encaminhado para Caratinga, onde legista e auxiliar de necropsia aguardam para realização de exames. Os trabalhos de polícia judiciária estão em andamento e a medida que avançarem repassaremos mais informações.”

Marília tinha 26 anos e faria um show em Caratinga. A cantora, natural de Cristianópolis (GO), alcançou o sucesso em 2016 se tornando ícone da música sertaneja com sucessos como “Infiel” e “Eu sei de cor”.

Cantora publicou foto e vídeo da viagem à Caratinga nas redes sociais (Foto: reprodução/ Twitter)

Foto de capa: reprodução

Aeronave em que estava cantora Marília Mendonça cai em  Caratinga

Aeronave em que estava cantora Marília Mendonça cai em Caratinga

Uma aeronave de pequeno porte caiu em uma cachoeira no município de Caratinga, no Vale do Rio Doce. A queda aconteceu na tarde desta sexta-feira, 5, e acordo com as primeiras informações, a cantora Marília Mendonça e sua equipe estavam no avião.

De acordo com a assessoria da cantora, estavam no avião Marília Mendonça, um produtor, um assessor, o piloto e o copiloto, todos já foram resgatados e estão passando bem. O Corpo de Bombeiros não confirma o resgate e segue trabalhando no local. A cantora estava indo para um show na cidade.

A aeronave é um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros.

Com informações do Portal G1
Foto: reprodução

25 dos 26 mortos em operação policial em Varginha são identificados

25 dos 26 mortos em operação policial em Varginha são identificados

Até a noite desta quinta-feira, 4 de novembro, foram identificados 25 dos 26 homens mortos durante operação policial em Varginha no último domingo, 31 de outubro. Os corpos estão em Belo Horizonte, no Instituto Médico-Legal Dr. André Roquette, e foram identificados por meio das impressões digitais. As informações são do Portal G1 Sul de Minas.

A operação tem sido duramente criticada e a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais  solicitou uma apuração das mortes. O Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos do estado enviou ofício ao Ministério Público, à Ouvidoria de Polícia e à Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp) solicitando informações sobre a ação policial que deixou 26 mortos e nenhum policial ferido.

Veja a lista de identificados:

Artur Fernando Ferreira Rodrigues, 27 anos, Uberaba (MG);

Daniel Antonio de Freitas Oliveira, 35 anos, Uberlândia (MG);

Darlan Luiz dos Santos Brelaz, 41 anos, Goiânia (GO);

Dirceu Martins Netto, 24 anos, Rio Verde (GO);

Eduardo Pereira Alves, 42 anos, Brasília (DF);

Evando José Pimenta Junior, 37 anos, Uberlândia (MG);

Francinaldo Araújo da Silva, 44 anos, Eugênio Barros (MA);

Gerônimo da Silva Sousa Filho, 28 anos, Porto Velho (RO);

Gilberto de Jesus Dias, 29 anos, Uberlândia (MG);

Giuliano Silva Lopes, 32 anos, Uberlândia (MG);

Gleisson Fernando da Silva Morais, 36 anos, Uberaba (MG);

Isaque Xavier Ribeiro, 37 anos, Gama (DF);

Itallo Dias Alves, 25 anos, Uberaba (MG);

José Filho de Jesus Silva Nepomuceno, 37 anos, Caxias (MA);

José Rodrigo Dama Alves, 33 anos, Uberlândia (MG);

Julio Cesar de Lira, 36 anos, Santos (SP);

Luiz André Felisbino, 44 anos, Ipameri (GO);

Nunis Azevedo Nascimento, 33 anos, Novo Aripuanã (AM);

Pietro Henrique Silva da Fonseca, 20 anos, Uberlândia (MG);

Raphael Gonzaga Silva, 27 anos, Uberlândia (MG);

Ricardo Gomes de Freitas, 34 anos, Uberlândia (MG);

Romerito Araujo Martins, 35 anos, Goiânia (GO);

Thalles Augusto Silva, 32 anos, Uberaba (MG);

Welington dos Santos Silva, 31 anos, Parauapebas (PA);

Zaqueu Xavier Ribeiro, 40 anos, Goiânia (GO).

Foto de capa: montagem/ reprodução

Câmara de Baependi inaugura Escola do Legislativo Ana Lúcia Balbi Leite

Câmara de Baependi inaugura Escola do Legislativo Ana Lúcia Balbi Leite

Solenidade aconteceu seguindo protocolos de prevenção à covid-19

Na noite da sexta-feira, 15 de outubro, a Câmara Municipal de Baependi realizou sessão solene de inauguração da Escola do Legislativo Ana Lúcia Balbi Leite. A cerimônia respeitou todos os protocolos sanitários de prevenção à covid-19.

Estiveram presentes na solenidade dez dos 11 vereadores da Casa: o presidente Luís Henrique Santos (Rick Santos), o vice-presidente Júlio César Junqueira dos Santos (Júlio Cezinha), o 1º secretário Raphael José Pereira Serva (Raphael Pepino), o 2º secretário Alexandre da Silva Vicente (Xandinho), Cleiton dos Santos Rosa (Cleitinho), Elson de Paula Cunha (Elsinho), Jeferson Nascimento (Jeferson Professor), José Maria do Nascimento (Zé Maria do Caminhão), Marcelo Francisco da Silva (Marcelo do Celular) e Rodrigo Bortone Viotti Bernardes (Rodrigo Viotti); o vereador Fábio Maciel da Silva (Fabinho da Ambulância) não pode estar presente na cerimônia.

Ao início da Sessão Solene houve a leitura da Resolução nº 28/2021, derivada do Projeto de Resolução nº 1/2021, de autoria do vereador e presidente Rick Santos. Em seus artigos, a Resolução aponta as competências da Escola Legislativa, como capacitar agentes políticos e servidores públicos em assuntos de interesse político-institucional; desenvolver atividades de pesquisa e estudos; promover cursos, encontros, seminários e palestras e aprofundar a aproximação entre o Poder Legislativo e a comunidade por meio de projetos de educação política, entre outras.

A Escola do Legislativo Ana Lúcia Balbi Leite ainda poderá firmar convênios com órgãos públicos ou instituições privadas e de ensino, no Brasil ou no exterior e ainda irá abranger os projetos Câmara Mirim, Parlamento Jovem de Minas, Cidadania nas Escolas, Vereador Mirim e demais projetos futuros.

Maria do Carmo Nicoliello Pinho foi convidada para leitura da biografia da homenageada. Ana Lúcia Balbi Leite nasceu em 1939 e desde cedo, demonstrava grande inteligência e amor pela educação. Foi professora primária no Colégio Normal Santo Inácio, além de ter se dedicado a lecionar no Grupo Escolar Alfredo Catão e Grupo Escolar Dr. Wenceslau Braz. No Colégio Santo Inácio, formou grandes professoras e em 1987, aposentou-se pelo Estado. Por 35 anos, foi grande colaboradora do Hospital Cônego Monte Raso, também colaborando com as obras do Educandário Nhá Chica e com o processo de beatificação de Nhá Chica. Fez parte também do movimento que ajudou a trazer para Baependi a primeira torre de TV. Atuou ainda como diretora do Alfredo Catão, da UNIPAC e foi coordenadora pedagógica da secretaria de Educação de Caxambu. Seu nome está marcado na história da educação de Baependi e seu legado é vivo até hoje.

A professora universitária Dayane Fernandes Pereira Lahmann também teve a palavra na tribuna, onde se pronunciou sobre a importância do projeto. “Desenvolvendo pesquisas, realizando palestras, promovendo cursos e seminários, a Escola do Legislativo estará dando uma grande contribuição à nossa cidade”, afirmou. “A importância da Escola do Legislativo Ana Lúcia Balbi Leite será de aproximar cidadãos da Câmara e a Câmara dos cidadãos, no intuito de responder aos anseios dos nossos munícipes”, completou.

Para o descerramento da placa de inauguração, foram convidados o presidente da Câmara, vereador Rick Santos, e o Dr. Júlio Antônio de Paiva Leite. Como parte da cerimônia e em comemoração ao Dia dos Professores, o aluno Davi, do primeiro ano da Escola Dr. Wenceslau Braz entregou flores ao vice-presidente vereador Júlio Cezinha para, assim, homenagear Lizete Rezende Junqueira Airão, representando todos os professores do município. Lizete foi aluna da homenageada e fez parte da primeira turma de magistério da professora Ana Lúcia Balbi Leite. Maria Olinda Leite Vasconcelos Chiminazzo também foi convidada a dar seu depoimento, agradecendo aos vereadores pela aprovação do projeto que nomeia a Escola do Legislativo Ana Lúcia Balbi Leite, sua tia. O vice-prefeito Francisco Eugênio Ribeiro também deixou suas palavras sobre a importância da homenagem e parabenizou a iniciativa do Legislativo.

O presidente Rick Santos, então, franqueou a palavra aos vereadores, que falaram sobre a importância de Ana Lúcia Balbi Leite em suas vidas e também na comunidade baependiana. Os vereadores também aproveitaram o momento para parabenizar os professores pelo Dia do Professor, comemorado naquele dia.

Não havendo mais o que declarar, a 2ª sessão solene da Câmara Municipal de Baependi foi encerrada.

Clique aqui para conferir a galeria completa de fotos.

Professora Marina Figueiredo será homenageada em Caxambu

Professora Marina Figueiredo será homenageada em Caxambu

Unidade de Saúde se chamará ESF Marina Pereira Pinto Figueiredo (Foto: Eduardo Afonso de Figueiredo Junior)

A professora Marina Pereira Pinto Figueiredo, natural de Caxambu, será homenageada pela prefeitura da cidade. Marina faleceu em janeiro de 2020 após uma longa batalha contra um câncer de cólon e reto.

A Lei nº 2795/2021 foi aprovada pelo prefeito Diogo Curi e prevê que a Unidade de Saúde da Família do bairro Vila Verde seja nomeada ESF Marina Pereira Pinto Figueiredo. Na Câmara Municipal, o projeto de Lei foi proposto pelo vereador Fábio Curi e aprovado por unanimidade.

Na justificativa do projeto, o vereador fala sobre a homenageada: “Marina deixa um legado: de que para ser uma professora show, o afeto tem que vir em primeiro lugar. Assim, foi muito amada por todos e está nas melhores recordações de todos que a conheceram!”.  Além de uma trajetória consolidada na educação de Caxambu e Baependi, Marina também atuava em causas sociais, como o grupo “Amigos do Riso”, fundado em 2014 e que realizava visitas ao hospital e asilo. Em 2018, passou a integrar o grupo de teatro Majuretá, junto ao marido, Eduardo Afonso de Figueiredo Junior, e ao filho, Murilo Pereira Figueiredo.

Mesmo após a descoberta da doença, seu sorriso, continuava presente. “No rosto, a marca inconfundível de um sorriso lindíssimo e iluminado, que contagiava as nossas almas e trazia paz aos nossos corações. Conseguiu realizar seus sonhos, amava sua família (‘minha base, meu alicerce’); seus amigos (‘Amizade não se explica. Amigos sempre sabem quando serão amigos, pois compartilham momentos juntos, dão forças; estão sempre lado a lado, nas conquistas e nas derrotas, nas horas boas e nas difíceis’), e compreendeu que as palavras têm força”.

Clique aqui e leia o projeto e a justificativa na íntegra.

Foto de capa: reprodução das redes sociais