Sul de Minas: Exemplo de solidariedade entre o temor e o cuidado; todos no combate ao Coronavírus

Sul de Minas: Exemplo de solidariedade entre o temor e o cuidado; todos no combate ao Coronavírus

Professor de Cruzília presta apoio na sua rede social para grupo de risco ao Covid-19

O Coronavírus tem espalhado muito medo entre as pessoas e, consequentemente, todos devem tomar cuidados básicos de higiene para o combate do vírus, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar álcool em gel e não sair de casa para evitar a propagação do covid-19.

No Brasil não é diferente. No mês de março os primeiros casos suspeitos foram divulgados pelo Ministério da Saúde. Até o momento da publicação desta reportagem, segundo o site do Ministério da Saúde, estão em investigação 11.278 casos suspeitos e outros 1.841 já foram descartados. Subiu para 621 o número de casos confirmados de Coronavírus no Brasil, de acordo com as informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde nesta quinta-feira (19). Até o momento, sete mortes estão confirmadas, cinco no Estado de São Paulo e duas no Estado do Rio de Janeiro.

O novo Coronavírus é um dos temas mais falados nas últimas semanas nas redes sociais e, os assuntos compartilhados pelos internautas vão além das informações necessárias para a prevenção ao vírus. A solidariedade e compaixão vêm tomando conta das redes e, em Cruzília, cidade do Sul de Minas Gerais, um professor vem fazendo a diferença. Nei Elias é professor de Arte, pai de 1 filho, é da cidade de Barra Mansa (RJ), e veio morar em Cruzília após ser aprovado num concurso do Governo do Estado de Minas Gerais. Inicialmente começou sua carreira no munícipio de Minduri (MG), que fica cerca de 33 km de Cruzília (MG), onde trabalhou por dois anos; atualmente leciona aulas de Arte nas Escolas de São Sebastião e da Monsenhor João Câncio, em Cruzília.


Imagem da rede Social do Professor Nei Elias

Com os dizeres oferecendo ajuda ao grupo considerado de risco, o professor teve vários compartilhamentos devido ao seu ato. O que o motivou a ter essa atitude foi ler uma reportagem em que as pessoas ofereciam ajuda em um prédio, “[..] e eu havia acabado de chegar da rua e o supermercado estava lotado de pessoas com a idade mais avançada, e eu fiquei pensando como poderia fazer algo assim aqui em Cruzília, que é outra realidade. Então, navegando nas redes sociais, vi um post de um amigo oferecendo ajuda e a entrega da loja dele, foi aí então que eu tive a ideia, só que pensando em que outras pessoas fizessem o mesmo, principalmente meus alunos”, destacou o professor Nei ao JORNAL PANORAMA. A ideia do professor foi de propagar bons exemplos e a rede social já abraçou a causa com vários compartilhamentos. “Foi muito rápido, várias pessoas compartilhando, fazendo as suas adaptações e me parabenizando pela atitude”, concluiu o professor Nei.


Foto: Arquivo pessoal, Professor Nei Elias 

Para o professor Nei Elias, “a sociedade brasileira, foi ‘beneficiada’ por ter visto o que o Covid-19 causou em outros países e, assim nós podemos nos antecipar em algumas ações, mesmo ainda tendo pessoas que não acreditam e, não levam a sério,” disse o professor.

Professor de Itajubá representa o Brasil em conferência da Nasa nos EUA

Professor de Itajubá representa o Brasil em conferência da Nasa nos EUA

A conferência tem como objetivo ensinar aos professores atividades práticas sobre astronomia, física, ciências em geral para que possam usá-las em sala de aula nos seus respectivos países

Um professor de Itajubá (MG) representa o Brasil na conferência “Space Exploration Educators Conference”, realizada na Nasa (National Aeronautics and Space Administration), agência espacial americana. O encontro começa nesta segunda-feira (3) e vai até o dia 10 de fevereiro, na unidade da cidade de Houston, no Texas, Estados Unidos.

O projeto reúne educadores de diversos países para promover assuntos científicos. O professor Antonio Marcio Rennó Matos leciona física e inglês para jovens na cidade do Sul de Minas.

Em função do interesse pela ciência, no ano de 2017, ele se inscreveu e foi selecionado para participar de outro projeto, o “Honeywell Educators at Space Academy” também na Nasa. No ano seguinte, Antonio foi convidado a participar novamente, mas dessa vez como embaixador, pessoa escolhida para coordenar o grupo.

“Voltei em 2018 como embaixador no mesmo programa no Space Camp da Nasa. Lá, fiz amizades com outras pessoas e eles me sugeriram que eu fizesse inscrição para uma conferência que acontece todos os anos na Nasa de Houston. Então me candidatei a bolsa, fui selecionado e vou agora”, contou.

A conferência tem como objetivo ensinar aos professores atividades práticas sobre astronomia, física, ciências em geral para que possam usá-las em sala de aula, nos seus respectivos países.

“Foi uma honra ser selecionado porque, na verdade, eu sinto que quem foi escolhido não fui eu, Antonio, foi a educação. O meu único objetivo é poder cada vez mais aprender para poder transmitir conhecimento, sem limites”.

Cem professores representando países do mundo; Antonio e mais três embaixadores aparecem na frente — Foto: Arquivo pessoal

Projeto ConheCiência

Após a primeira participação em um projeto da Nasa, em 2017, o professor fundou um projeto chamado ConheCiência que tem como objetivo transmitir ciência às crianças em Itajubá.

“Depois da minha experiência, eu voltei ciente que tinha que fazer alguma coisa pelo bem da ciência aqui do município. Se a gente lançar essa semente do gosto pela ciência imagine daqui a cinco, seis anos, quais frutos nós vamos colher”.

Em 2020, o projeto vai atender quatro escolas municipais. Ao todo, serão mais de 100 alunos do 5º Ano do Ensino Fundamental aprendendo ciências gratuitamente, sendo orientadas por mais de 120 alunos voluntários de escolas particulares, além de professores.

“Com minha ida à NASA e com o Projeto ConheCiência pretendo não apenas exercer bem minha docência, mas o fazer o bem com minha prática” diz Antonio.

Fonte: Portal G1 Sul de Minas