Logo a  Avenida Esdras Thomas Salvador em Carvalhos estará asfaltada

Logo a Avenida Esdras Thomas Salvador em Carvalhos estará asfaltada

A prefeitura Municipal de Carvalhos através da secretaria de obras do munícipio, informa que começou no dia 30 de junho, a asfaltar a Esdras Thomas Salvador. As obras tem previsão de serem concluídas na próxima quinta-feira dia 09 de julho.

Os  1200 metros quadrados,  além da Avenida Esdras vai ser recapeada toda a extensão da Praça Ibraim Pereira da Cunha.

As obras são realizadas através da Emenda Parlamentar do Deputado Estadual, atual Presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais,  Agostinho Patrus.  

Confira, as fotos do asfaltamento na avenida:

Fonte: Prefeitura Municipal de Carvalhos

Última laje é assentada na construção do Complexo Administrativo Prefeito Moisés Machado

Última laje é assentada na construção do Complexo Administrativo Prefeito Moisés Machado

Mais uma vez, presença de voluntários é destaque na obra

Após pouco mais de um ano, chega à etapa final a construção do Complexo Administrativo Prefeito Moisés Machado, em Santa Rita de Jacutinga. A terceira e última fase da obra teve início no dia 10 de março, com a colocação da última laje do prédio anexo ao edifício principal.

Mais uma vez, como em todas as etapas da grandiosa obra, a participação da comunidade santarritense foi essencial para a continuidade do projeto. Cidadãos voluntários e funcionários da prefeitura se unem para misturar a massa e levar baldes de cimento, ajudando a levantar mais um importante marco na história do município.

O prefeito Luiz Fernando Osório destaca que em todas as obras realizadas pelo município, os cidadãos estão sempre presentes. “Vem todo mundo satisfeito, ninguém com a cara feia. Isso que empurra a gente pra frente”, disse. O prefeito ainda ressalta que já foram 13 lajes batidas com o apoio da população, totalizando cerca de cinco mil metros quadrados. “São 13 mutirões desse aqui: no grupo foram oito, mais o piso, e aqui quatro lajes, sem contar as lajes pequenas e obras de calçamento. Se a gente computar a laje da escola, do posto de saúde e outras pequenas que nós batemos, reforma de banheiro e aqui, já está perto de cinco mil metros quadrados de laje. Não dá nem para fazer as contas de quantos sacos de cimento”, relata o prefeito.

Osório ainda destaca a presença de uma figura importante em todos esses mutirões: o senhor Miguel Mota do Amaral, conhecido como Miguelinho. Aos 77 anos, seu Miguelinho participou de todas as obras, sendo peça fundamental na produção de cimento. “Participo há oito anos e me sinto muito feliz em ajudar. E minha família também fica feliz; meus filhos não moram aqui, mas sempre que tem obra eles me veem na laje. Eu ajudo colocando água na massa, que pra mim é mais leve um pouco”, conta.

Nesta etapa, foram usados 90 sacos de cimento para 170 metros de laje, assentada por cerca de 50 homens. De acordo com o prefeito, o prédio principal será a nova casa da prefeitura, que receberá o nome de Prefeito João Osório, e a mudança deve ser feita ainda no mês de março.

Com recursos próprios, Prefeitura de Virgínia revitaliza ruas do Centro

Com recursos próprios, Prefeitura de Virgínia revitaliza ruas do Centro

A Prefeitura de Virgínia está seguindo cronograma de obras intensas no Centro da cidade. Com recursos próprios, a administração projeta revitalizar cerca de quatro quilômetros de vias na região central do município.

Inicialmente estão sendo revitalizadas as ruas Coronel José Bráulio Brito, Raul da Costa Pinto e Coronel Crispim Gomes Pinto, mas em breve novas ruas passarão por obras.

De acordo com o prefeito Kadu do João Bosco, essa é uma obra em duas. “Os bloquetes usados que tiramos, mais velhos e quebrados, a gente usa nas estradas rurais onde está com barro. Os inteiros calçamos trechos da zona rural para a saída de caminhões das safras, que saem com leite, com produção rural. São duas obras em uma, revitalizamos o centro da cidade e aproveitamos os bloquetes para fazermos obras na zona rural”, explicou o prefeito.

Presença de voluntários marca nova etapa da construção da sede da Prefeitura de Santa Rita de Jacutinga

Presença de voluntários marca nova etapa da construção da sede da Prefeitura de Santa Rita de Jacutinga

No dia 9 de janeiro, voluntários e funcionários da prefeitura estiveram novamente unidos em mais uma obra em Santa Rita de Jacutinga. O Complexo Administrativo Prefeito Moisés Machado abrigará, em breve, a nova sede do Poder Executivo do município.

Além da participação do prefeito Luiz Fernando Osório e do vice-prefeito Alexsandro Landim, a grande maioria dos operários era formada por funcionários da própria prefeitura e voluntários. De acordo com o Chefe do Executivo, essa atitude mostra a união entre população e poder público. “O pessoal vem a troco de nada, não tem isso de dar uma coisa pra um, dar pra outro, isso não existe. O pessoal vem porque quer ver a cidade andar. O pessoal participa, vem vereadores – o José Geraldo veio ajudar a gente – o Alexsandro, vice-prefeito, também já ajudou. Um outro detalhe que é importante aqui também: a gente tira a areia, faz o bloquete, a gente executa; todos os pedreiros, serventes, são funcionários da prefeitura, só o bombeiro vem de fora, o resto é tudo daqui”, explica.

O prefeito Luiz Fernando também destacou a economia que essa atitude traz para o município. “Uma obra que, vamos supor, custa R$ 300 mil, a nossa fica em R$ 100 mil, porque o pessoal doa muita coisa, ajuda com a mão de obra e a gente mesmo é quem faz. Até o engenheiro é nosso, porque sou eu que faço o projeto, acompanho a obra. Além de prefeito tem que ser o engenheiro também! É gostoso demais, as coisas acontecem nesse ritmo mais por conta do custo que é mais baixo”, afirmou.

O terreno onde está sendo construído o Complexo Administrativo é amplo e é conhecido como Curuminho. O primeiro prédio construído, que está em fase de pintura, será a nova sede da prefeitura, e conta com salas amplas e arejadas, além de espaço para colocação de elevador, promovendo a acessibilidade. Já na estrutura do segundo prédio, onde a primeira laje foi colocada, será a administração da prefeitura, com a parte das secretarias. O terreno ainda conta com espaço para estacionamento e garagem de tratores. “O terreno é grande, tem água própria, mina, não tinha calçamento. Já colocamos grama em uma parte e assim que terminar a obra, iremos gramar o resto, e essa grama é fruto de doação. Valorizamos o imóvel, fizemos o acesso e ainda temos muito que melhorar”, contou o prefeito.

De acordo com o prefeito Luiz Fernando Osório, a previsão de mudança para a nova sede será em fevereiro.

Obras em Santa Rita de Jacutinga são marcadas pela participação ativa de servidores e da população