Moro presta depoimento à PF neste sábado sobre acusações contra Bolsonaro

Moro presta depoimento à PF neste sábado sobre acusações contra Bolsonaro

Ex-ministro da Justiça acusa o presidente Jair Bolsonaro de tentar acessar relatórios de inteligência da Polícia Federal

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro vai prestar depoimento, neste sábado (2), na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, no inquérito que investiga supostos crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro. O ex-juiz será questionado por dois delegados do grupo da corporação que atua nos inquéritos junto ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Além disso, três procuradores destacados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) também vão atuar na oitiva do ex-juiz da Lava-Jato. Moro deve ser ouvido entre o fim da manhã e o começo da tarde. Ele voltou a morar na capital do Paraná após pedir demissão do governo Bolsonaro.

O inquérito vai apurar a suposta prática de crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça e corrupção passiva privilegiada por parte de Bolsonaro por supostamente tentar interferir no trabalho da Polícia Federal e acessar relatórios de inteligência. 
Moro, se não provar as acusações que fez, pode responder por denunciação caluniosa e crime contra a honra. O ministro Celso de Mello, relator do caso no Supremo, deve determinar ainda o cumprimento de mandados de busca e quebras de sigilo telefônico de alguns envolvidos para colher provas.

Fonte:EM

Ex- Ministro Sergio Moro diz que apresentará provas contra Bolsonaro no STF

Ex- Ministro Sergio Moro diz que apresentará provas contra Bolsonaro no STF

Em entrevista à revista Veja, ex-ministro disse que não pode admitir ser chamado de mentiroso

Moro disse que apresentará provas no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente Jair Bolsonaro.

Na semana passada, o ex-juiz da Operação Lava Jato se demitiu do governo e acusou Bolsonaro de tentar interferir de modo indevido na gerência da Polícia Federal. Em resposta, o presidente da República desafiou o ex-ministro a provar o que disse.

Em entrevista à revista Veja, ele afirmou que, além de provas, há testemunhas. “Embora eu tenha um grande respeito pelo presidente, não posso admitir que ele me chame de mentiroso publicamente. Ele sabe quem está falando a verdade. Não só ele. Existem ministros dentro do governo que conhecem toda a situação e sabem quem está falando a verdade”, disse, o Ex-ministro Sergio Moro.

Moro afirmou que não tinha intenção em atrapalhar o governo e que está lamentoso em ter que se posicionar.

“Nunca foi minha intenção ser algoz do presidente ou prejudicar o governo. Na verdade, lamentei extremamente o fato de ter de adotar essa posição. O que eu fiz e entendi que era minha obrigação foi sair do governo e explicar por que estava saindo. Essa é a verdade”, declarou, Moro, ao veículo.

Fonte: Carta Capital

Foto: Divulgação internet