Previsão de tempestade para Minas Gerais nesta sexta-feira

Previsão de tempestade para Minas Gerais nesta sexta-feira

Na quinta-feira, 04 de fevereiro, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), anunciou que a região sul de minas está sob alerta de tempestades perigosas . O aviso teve início às 14 horas da quinta-feira até às 12h de sexta-feira.

De acordo com INMET, as chuvas poderão chegar entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm/dia, ventos intensos de 60 -100 km/h, queda de granizo. Há riscos de alagamentos, estragos de plantações quedas de árvores e corte de energia elétrica.

Foto reprodução Inmet

Saiba mais clicando aqui

Ações recomendadas* Em caso de rajadas de vento: (não se abrigue debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda).
* Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia.
* Obtenha mais informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Fonte: Inmet

Fotos: Foto reprodução Inmet

Tempestades isoladas no estado de Minas Gerais para esta sexta-feira

Tempestades isoladas no estado de Minas Gerais para esta sexta-feira

As previsões foram anunciadas pelo Instituto Mineiro de Gestão de Águas

O estado Minas Gerais desde o dia 22 de janeiro desse ano vem passando por diversos temporais, os quais deixaram sob aviso de alerta centenas de cidades mineiras.

Segundo Instituto Mineiro de Gestão de Águas (IGAM), as fortes chuvas continuarão até amanhã (31) de janeiro. Há previsão de tempestades isoladas no restante do estado, atuando de forma mais intensa entre o Triângulo Mineiro, Sul de Minas, Oeste, Campo das Vertentes e sul da Zona da Mata, podendo vir acompanhadas de vendaval e granizo pequeno. A capital mineira, Belo Horizonte, tem previsão de tempo instável, com máximas na casa dos 31°C e possibilidade de tempestades isoladas a tarde.

Entenda como se formarão os temporais, a atuação de cristas entre a baixa e média troposfera e a interação entre a Alta da Bolívia (centrada do MS) e a borda sudoeste de um VCAN, que está centrado no litoral leste do Nordeste, deixarão a porção nordeste do estado de Minas Gerais  sob uma janela de tempo mais estável nas próximas 24horas, com Sol entre nuvens e sem previsão de chuvas entre as mesos Norte, Vale do Jequitinhonha, Vale do Mucuri e norte do Vale do Rio Doce.

O mapa abaixo indica as probabilidades e onde haverá maior potencial para ocorrência de tempestades severas no decorrer do dia de hoje válida até às 10:00hrs do dia (31/01).

Imagem: IGAM/SIMGE

As tempestades Severas, por definição, são temporais com capacidade de provocar granizo, vendavais, tornados, raios e chuva torrencial.

Os níveis de Severidade são quatro: sendo o nível 1, o mais fraco, e o nível 4 o mais severo. Foi identificada possibilidade de Tempo Severo para o período de vigência desse boletim de previsão. As microrregiões que poderão ser atingidas, são: Ituiutaba, Frutal, Uberlândia, Uberaba, Patrocínio, Araxá, Piumhi, Passos, Formiga, Campo Belo, Varginha, Alfenas, São Sebastião do Paraíso, Poços de Caldas, Oliveira, São João del Rei, Lavras, Santa Rita do Sapucaí, Pouso Alegre, Itajubá, São Lourenço, Andrelândia, Juiz de Fora, Barbacena, Cataguases, Conselheiro Lafaiete, Viçosa, Ubá, Cataguases e Muriaé.

Alerta de Chuva para as próximas 24 horas

O padrão atmosférico com divergência em altitude provocada pela Alta da Bolívia, áreas de convergência ao longo da baixa e média atmosfera e disponibilidade de água precipitável favorecem aos acumulados mais expressivos (20 e 50 mm), para o período de 24 horas, entre o Triangulo Mineiro, Sul de Minas e extremo sul da Zona da Mata. As microrregiões passíveis de serem atingidas, são: Ituiutaba, Frutal, Uberlândia, Uberaba, Passos, Varginha, Alfenas, São Sebastião do Paraíso, Poços de Caldas, São João del Rei, Lavras, Santa Rita do Sapucaí, Pouso Alegre, Itajubá, São Lourenço, Andrelândia, Juiz de Fora, Barbacena, Cataguases, Ubá e Cataguases.

Fonte e imagem: IGAM/SIMGE

Chuva destrói parte de BH; MG tem 54 mortos em 6 dias

Chuva destrói parte de BH; MG tem 54 mortos em 6 dias

Região Centro-Sul e Oeste foram as mais afetadas na capital. Duas mortes foram registradas: um homem, em Nova Lima, e uma mulher, em Tabuleiro.

Belo Horizonte amanheceu nesta quarta-feira (29) com estragos em diversos pontos após um temporal atingir a cidade – começou a chover na noite de terça-feira (28). As regiões Barreiro, Centro-Sul e Oeste da cidade foram as mais atingidas. Chove forte em todo o Estado de Minas Gerais desde sexta-feira (24).

Em Nova Lima, Região Metropolitana de BH, um homem morreu no desabamento de uma casa. Em Tabuleiro, na Zona da Mata, uma mulher morreu. Ela estava em um carro que foi engolido por uma cratera que se abriu no asfalto da MG-133.

Com isso, o total de vítimas fatais no Estado desde sexta-feira (24) subiu para 54, segundo o tenente coronel da Defesa Civil Flávio Godinho.

Parte de casa desmoronou em Nova Lima, na Grande BH, no bairro Cristais — Foto: Reprodução/TV Globo

BELO HORIZONTE

Janeiro, que termina nesta sexta-feira (31), é o mês mais chuvoso da história da cidade desde o início da medição climatológica há 110 anos, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A capital mineira completou 121 anos em dezembro de 2019. Até agora, o primeiro mês de 2020 acumulou 932,3 milímetros de chuva na cidade, de acordo com o Inmet. O recorde anterior era de janeiro do ano de 1985, quando o acumulado do mês foi de 850,3 milímetros.

Na madrugada desta quarta-feira, uma cratera se abriu em uma das principais vias de Belo Horizonte, a Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste. Na região Oeste choveu 101,6 milímetros em três horas.

Na região Centro-Sul, o Córrego do Leitão transbordou desde a Barragem Santa Lúcia até o centro da capital. O maior volume de chuva foi registrado na região: 175,6 milímetros em três horas. São vários pontos com carros arrastados, trechos do asfalto arrancados e garagens alagadas.

Outro córrego que transbordou foi o Acaba Mundo, que começa no Parque JK, no alto do Sion, e desceu provocando enchentes até o Centro. Nesta manhã, uma cratera se abriu no cruzamento da Avenida do Contorno, com a Rua Professor Morais.

Na BR-356, na chamada curva do Ponteio, também na Região Centro-Sul, um barranco desmoronou e a via precisou ser fechada no sentido Centro. Nesta manhã, duas faixas estavam liberadas no sentido BH Shopping. No shopping, parte do teto desabou durante o temporal.

Também foram registrados alagamentos nas Avenidas Barão Homem de Melo, Silva Lobo e Professor Mário Werneck, todas na Região Oeste.

Até as 6h30, não havia registro de mortes na capital. Em Nova Lima, um homem de 45 anos morreu no desabamento de uma casa.

Fonte: Portal G1 Minas

Chuvas fortes em Minas

Chuvas fortes em Minas

Foto:Divulgação

Volume acumulado de água deve chegar até 250 mm até este sábado

Entre esta quarta-feira (22/1) e o meio-dia de sábado (25/1), a maior parte de Minas Gerais deve enfrentar chuvas fortes, com grande volume de água. Ao todo, estão previstos 250 milímetros, no acumulado de 72 horas, como afirma a meteorologista do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), Laís Alves Santos. Ela explica que os temporais devem ocorrer principalmente durante a noite e a madrugada. 


Foto:Divulgação

As rajadas de vento podem chegar a até 80 quilômetros por hora e no Sul de Minas há chance de granizo. Segundo Laís, as regiões mais afetadas do estado serão Central, Sul, Oeste e Leste. Em um primeiro momento, os temporais ficam concentrados na Zona da Mata, no Vale do Rio Doce e no Vale do Mucuri. Em seguida, a situação climática se estende para a Grande BH e para as demais áreas. 

“Infelizmente, não conseguimos precisar como será essa divisão das tempestades. Os modelos meteorológicos trazem certezas e incertezas, mas essa situação está aparecendo há mais de dez dias. Existe uma oscilação dessa nebulosidade, mas em algumas regiões pode chover o acumulado do dia inteiro em apenas uma hora”, diz. 

Fonte: Agência Minas

Alerta de chuva, de moderada a forte intensidade

Confira as cidades que estão em alerta no estado de Minas Gerais:

Belo Horizonte e Região Metropolitana, Frutal, Ituiutaba, Uberlândia, Patrocínio, Uberaba, Araxá, Passos, Pimhui, São Sebastião do Paraíso, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Itajubá, Santa Rita do Sapucaí, Alfenas, Campo Belo, Varginha, São Lourenço, Lavras, Andrelândia, Juiz de Fora, São João del Rei, Oliveira, Formiga, Divinópolis, Bom Despacho, Patos de Minas, Paracatu, Três Marias, Pará de Minas, Itaguara, Conselheiro Lafaiete, Barbacena, Cataguases, Ubá, Viçosa, Muriaé, Ouro Preto, Ponte Nova, Manhuaçu, Itabira, Sete Lagoas, Curvelo, Pirapora, Unaí, Januária, Montes Claros, Bocaiúva, Grão Mogol, Janaúba, Salinas, Pedra Azul, Almenara, Araçuaí, Nanuque, Teófilo Otoni, Peçanha, Governador Valadares, Conceição do Mato Dentro, Ipatinga, Caratinga e Aimorés.

Fonte: SIMGE/IGAM, válido até as 16:00 horas 23/01/2020.