Subsecretária de Cultura e Turismo visita o Parque das Águas em Caxambu

Subsecretária de Cultura e Turismo visita o Parque das Águas em Caxambu

Na ocasião foram apresentadas as perspectivas para retomada do Turismo no Sul de Minas Gerais

A subsecretária de Estado de Turismo, Milena Pedrosa, esteve em Caxambu na última sexta-feira, 9 de julho. A visita faz parte de uma agenda organizada pela Associação Circuito das Águas. Ela foi recebida pelo prefeito Diogo Curi e pelo secretário de Turismo e Cultura Filipe Condé e também presidente da Associação Circuito das Águas. O encontro iniciou pela manhã com uma visita ao Parque das Águas de Caxambu onde a Subsecretária de Estado de Turismo conheceu de perto os ativos da Codemig.

Em seguida a subsecretária participou da inauguração no Museu de Caxambu da exposição “A imigração alemã no Brasil: Memórias e histórias da família Levenhagen em Caxambu”. 

Logo aconteceu uma reunião, no Hotel Caxambu com os Prefeitos da região pertencentes as Instâncias de Governança Regionais (IGRs) Circuito das Águas e Circuito Terras Altas da Mantiqueira e municípios integrantes da Associação da Microrregião das Águas (AMAG), onde foram debatidas ações para a retomada do turismo no Circuito das Águas, ações de marketing e comercialização do produto regional.

Perspectivas para retomada do Turismo no Sul de Minas Gerais

O secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, fez a abertura da reunião, por videoconferência

Na reunião foi realizado um levantamento das principais demandas do setor nos municípios da região. O secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, fez a abertura da reunião, por videoconferência, e falou sobre a importância da integração entre os municípios para fortalecer o turismo que é um importante setor para desenvolvimento social e econômico na região. “O turismo está em primeiro lugar no desejo dos brasileiros, superando o desejo da casa própria, e estamos para viver um momento nos próximos meses, de uma tendência forte de crescimento vertiginoso do turismo”, destacou.

O secretário ainda reforçou que “Investir em marketing é fundamental para a atração turística de Minas Gerais, que há mais de uma década Minas não faz uma ação efetiva, isso é muito importante,  visto que nós temos hotéis, nós somos e temos tendência, 62% das pessoas que hoje buscam turismo, buscam os lugares abertos, e Minas Gerais em especial por tudo que oferece, e ainda, alinhavado pela “Cozinha Mineira”, todos esses elementos, paisagens, água, meio ambiente, ciclismo, turismo de aventura e cachoeira”, para o secretário de Estado esses elementos torna Minas Gerais como grande potência do turismo por oferecer o que é a tendência para o turista.”

O presidente Circuito das Águas, Filipe Condé, e também o secretário de Turismo e Cultura de Caxambu, ressaltou a importância da visita da subsecretária e as ações realizadas. “Essa Iniciativa de vinda e visita da subsecretária de Turismo do Estado, é uma das nossas iniciativas, no processo de retomada do turismo alinhado ao programa Reviva, o qual o circuita das águas faz parte, e faz aos municípios a implementação dos protocolos sanitários com Selo do Turismo responsável das ações de difusão e preparação do destino, através de matérias e ações jornalísticas de divulgação, como também a preparação dos municípios no processo de retomada do turismo. Essas são as ações em que trabalhamos de forma incisiva de articulação institucional”, explicou, o presidente Circuito das Águas Filipe Condé. 

O presidente Circuito das Águas, Filipe Condé, e também o secretário de Turismo e Cultura de Caxambu,

As visitas e ações, que são organizadas pelo Circuito das Águas, são importantes porque elas colaboram no processo de tomada de decisão contribuem com as ações dos comitês locais dos municípios e fazem com que a região tenham um alinhamento especifico sobre os processos de retomada.  Dentre as preparações pautadas estão “as ações na preparação do destino para o processo de retomada do turismo como um destino seguro, com os espaços abertos amplos, os hotéis, a preparação dos bares e restaurantes, em breve quando tivermos 70% das pessoas imunizadas, irá se fazer a volta gradual dos eventos”, reforçou, o presidente do Circuito das Águas.

De acordo com a subsecretária de Estado de Cultura e Turismo, Milena Pedrosa, com a avanço da vacinação o turismo terá sua retomada gradual de forma segura, não existe uma previsão exata, mas o segundo semestre será ótimo para a retomada. “O Circuito das Águas, é um circuito antigo da nossa política de regionalização, tem uma potência enorme para o turismo, estou muito encantada com a região com os parques, com tudo que tem a partir das novas tendências do turismo pós pandemia, que é o turismo de natureza, de aventura, de experiência e de bem – estar”, afirmou, a subsecretária Milena Pedrosa.

Subsecretária de Estado de Cultura e Turismo, Milena Pedrosa

“Estou impressionada com Circuito das Águas, que tem a ver com as novas tendências e com o ‘Projeto Reviva’, que é direcionado a retomada ao turismo de forma gradual e segura de acordo com o ‘Minas Consciente’. Essa potência enorme viemos ver de perto para cada vez mais apoiar, e juntos com o Circuito das Águas, para fortalecer o turismo em nosso estado”, salientou a subsecretária Milena, ao elogiar a região, ela também destacou, que o turista vem em busca além de todos os elementos ofertados pela região, eles buscam o modo do mineiro de recepcionar, buscam nossa “Mineiridade”, e isso, é singular de Minas Gerais.

A gestora do Circuito das Águas, Ane Souza, destacou a união entre os munícipios para assim melhorar o turismo no contexto regional, “a importância das estâncias de governanças no turismo, para que a gente possa fortalecer o nosso trabalho em equipe de desenvolver o turismo de forma organizada, qualificada e de modo que atenda a todos, porque acredito já termos superado o mito, de que os municípios são concorrentes, quando na verdade, nós nos complementamos. Então, quando trabalhamos com os municípios unidos eu consigo manter o turista na região por um período de tempo maior”, confirmou a Gestora, Ane Souza.

Gestora do Circuito das Águas, Ane Souza

O prefeito de Caxambu, Diogo Curi, falou sobre a necessidade de elaborar estratégias conjuntas para a retomada das atividades turísticas no Sul de Minas, com o objetivo de criar consciência coletiva, o prefeito de Caxambu fez um pedido, a todos os prefeitos presentes que dessem a prioridade em aproveitar, todo o apoio que a Secult trouxe com a visita da subsecretária Milena Pedrosa.

O prefeito de Caxambu, Diogo Curi

Ao final da visita da Subsecretária de Estado de Turismo e Cultura, Milena Pedrosa, os prefeitos que participaram fizeram seus pedidos diretos que serão levados para viabilidade ao governo estadual. O secretário de Estado de Turismo e Cultura, Leônidas Oliveira, ainda fará uma agenda de visitas na segunda fase do projeto de retomada ao turismo.

Confira as fotos do evento em nossa página de Facebook nos links abaixo:

https://www.facebook.com/media/set/?vanity=JornalPanorama3&set=a.2993882087605458

https://www.facebook.com/media/set/?vanity=JornalPanorama3&set=a.2993885177605149

https://www.facebook.com/media/set/?vanity=JornalPanorama3&set=a.2993888440938156

Por: Nara Almeida

Sul de Minas: Exemplo de solidariedade entre o temor e o cuidado; todos no combate ao Coronavírus

Sul de Minas: Exemplo de solidariedade entre o temor e o cuidado; todos no combate ao Coronavírus

Professor de Cruzília presta apoio na sua rede social para grupo de risco ao Covid-19

O Coronavírus tem espalhado muito medo entre as pessoas e, consequentemente, todos devem tomar cuidados básicos de higiene para o combate do vírus, como lavar as mãos com água e sabão, utilizar álcool em gel e não sair de casa para evitar a propagação do covid-19.

No Brasil não é diferente. No mês de março os primeiros casos suspeitos foram divulgados pelo Ministério da Saúde. Até o momento da publicação desta reportagem, segundo o site do Ministério da Saúde, estão em investigação 11.278 casos suspeitos e outros 1.841 já foram descartados. Subiu para 621 o número de casos confirmados de Coronavírus no Brasil, de acordo com as informações repassadas pelos estados ao Ministério da Saúde nesta quinta-feira (19). Até o momento, sete mortes estão confirmadas, cinco no Estado de São Paulo e duas no Estado do Rio de Janeiro.

O novo Coronavírus é um dos temas mais falados nas últimas semanas nas redes sociais e, os assuntos compartilhados pelos internautas vão além das informações necessárias para a prevenção ao vírus. A solidariedade e compaixão vêm tomando conta das redes e, em Cruzília, cidade do Sul de Minas Gerais, um professor vem fazendo a diferença. Nei Elias é professor de Arte, pai de 1 filho, é da cidade de Barra Mansa (RJ), e veio morar em Cruzília após ser aprovado num concurso do Governo do Estado de Minas Gerais. Inicialmente começou sua carreira no munícipio de Minduri (MG), que fica cerca de 33 km de Cruzília (MG), onde trabalhou por dois anos; atualmente leciona aulas de Arte nas Escolas de São Sebastião e da Monsenhor João Câncio, em Cruzília.


Imagem da rede Social do Professor Nei Elias

Com os dizeres oferecendo ajuda ao grupo considerado de risco, o professor teve vários compartilhamentos devido ao seu ato. O que o motivou a ter essa atitude foi ler uma reportagem em que as pessoas ofereciam ajuda em um prédio, “[..] e eu havia acabado de chegar da rua e o supermercado estava lotado de pessoas com a idade mais avançada, e eu fiquei pensando como poderia fazer algo assim aqui em Cruzília, que é outra realidade. Então, navegando nas redes sociais, vi um post de um amigo oferecendo ajuda e a entrega da loja dele, foi aí então que eu tive a ideia, só que pensando em que outras pessoas fizessem o mesmo, principalmente meus alunos”, destacou o professor Nei ao JORNAL PANORAMA. A ideia do professor foi de propagar bons exemplos e a rede social já abraçou a causa com vários compartilhamentos. “Foi muito rápido, várias pessoas compartilhando, fazendo as suas adaptações e me parabenizando pela atitude”, concluiu o professor Nei.


Foto: Arquivo pessoal, Professor Nei Elias 

Para o professor Nei Elias, “a sociedade brasileira, foi ‘beneficiada’ por ter visto o que o Covid-19 causou em outros países e, assim nós podemos nos antecipar em algumas ações, mesmo ainda tendo pessoas que não acreditam e, não levam a sério,” disse o professor.

Duas cidades do Sul de MG entram no decreto de situação de emergência da Defesa Civil

Duas cidades do Sul de MG entram no decreto de situação de emergência da Defesa Civil

Maria da Fé e Nepocumeno aparecem no boletim divulgado nesta sexta-feira (31).

Duas cidades do Sul de Minas foram incluídas no decreto de situação de emergência da Defesa Civil de Minas Gerais. Maria da Fé e Nepocumeno estão no novo boletim de atualização das chuvas no estado.

O boletim foi divulgado na manhã desta sexta-feira (31). Antes, São Gonçalo do Sapucaí já aparecia na lista porque uma área cedeu com o acúmulo de água, segundo a prefeitura municipal. Santa Rita do Sapucaí também está no decreto desde novembro, por conta da chuva que matou uma pessoa.

Com a atualização, subiu para 196 o número de cidades em situação de emergência decretada pela Defesa Civil por conta das chuvas em Minas Gerais. Até o boletim desta quinta-feira (30), eram 101 cidades.

A ampliação da situação em 95 municípios foi publicada em decreto do governador Romeu no Diário Oficial. Minas Gerais já registrou 55 mortes em decorrência das chuvas. Vários estragos foram provocados no estado.

A medida vale por 180 dias e possibilita ações mais céleres para a recuperação dos estragos e auxílio à população. Todos os órgãos estaduais estão autorizados a atuar nos trabalhos sob coordenação da Defesa Civil de MG.

Fonte: Portal G1 Sul de Minas

Tempestades isoladas no estado de Minas Gerais para esta sexta-feira

Tempestades isoladas no estado de Minas Gerais para esta sexta-feira

As previsões foram anunciadas pelo Instituto Mineiro de Gestão de Águas

O estado Minas Gerais desde o dia 22 de janeiro desse ano vem passando por diversos temporais, os quais deixaram sob aviso de alerta centenas de cidades mineiras.

Segundo Instituto Mineiro de Gestão de Águas (IGAM), as fortes chuvas continuarão até amanhã (31) de janeiro. Há previsão de tempestades isoladas no restante do estado, atuando de forma mais intensa entre o Triângulo Mineiro, Sul de Minas, Oeste, Campo das Vertentes e sul da Zona da Mata, podendo vir acompanhadas de vendaval e granizo pequeno. A capital mineira, Belo Horizonte, tem previsão de tempo instável, com máximas na casa dos 31°C e possibilidade de tempestades isoladas a tarde.

Entenda como se formarão os temporais, a atuação de cristas entre a baixa e média troposfera e a interação entre a Alta da Bolívia (centrada do MS) e a borda sudoeste de um VCAN, que está centrado no litoral leste do Nordeste, deixarão a porção nordeste do estado de Minas Gerais  sob uma janela de tempo mais estável nas próximas 24horas, com Sol entre nuvens e sem previsão de chuvas entre as mesos Norte, Vale do Jequitinhonha, Vale do Mucuri e norte do Vale do Rio Doce.

O mapa abaixo indica as probabilidades e onde haverá maior potencial para ocorrência de tempestades severas no decorrer do dia de hoje válida até às 10:00hrs do dia (31/01).

Imagem: IGAM/SIMGE

As tempestades Severas, por definição, são temporais com capacidade de provocar granizo, vendavais, tornados, raios e chuva torrencial.

Os níveis de Severidade são quatro: sendo o nível 1, o mais fraco, e o nível 4 o mais severo. Foi identificada possibilidade de Tempo Severo para o período de vigência desse boletim de previsão. As microrregiões que poderão ser atingidas, são: Ituiutaba, Frutal, Uberlândia, Uberaba, Patrocínio, Araxá, Piumhi, Passos, Formiga, Campo Belo, Varginha, Alfenas, São Sebastião do Paraíso, Poços de Caldas, Oliveira, São João del Rei, Lavras, Santa Rita do Sapucaí, Pouso Alegre, Itajubá, São Lourenço, Andrelândia, Juiz de Fora, Barbacena, Cataguases, Conselheiro Lafaiete, Viçosa, Ubá, Cataguases e Muriaé.

Alerta de Chuva para as próximas 24 horas

O padrão atmosférico com divergência em altitude provocada pela Alta da Bolívia, áreas de convergência ao longo da baixa e média atmosfera e disponibilidade de água precipitável favorecem aos acumulados mais expressivos (20 e 50 mm), para o período de 24 horas, entre o Triangulo Mineiro, Sul de Minas e extremo sul da Zona da Mata. As microrregiões passíveis de serem atingidas, são: Ituiutaba, Frutal, Uberlândia, Uberaba, Passos, Varginha, Alfenas, São Sebastião do Paraíso, Poços de Caldas, São João del Rei, Lavras, Santa Rita do Sapucaí, Pouso Alegre, Itajubá, São Lourenço, Andrelândia, Juiz de Fora, Barbacena, Cataguases, Ubá e Cataguases.

Fonte e imagem: IGAM/SIMGE

Prefeito de Cruzília, Joaquim Paranaíba, é o novo presidente da AMAG

Prefeito de Cruzília, Joaquim Paranaíba, é o novo presidente da AMAG

A AMAG (Associação dos Municípios da Microrregião do Circuito das Águas) já tem nova diretoria, empossada em 2 de janeiro. A solenidade de posse aconteceu durante a 219ª Assembleia Geral da associação.

Baseada nos termos estatutários e regimentais, a 45ª diretoria da AMAG ficou constituída da seguinte forma: presidente Joaquim José Paranaíba, prefeito de Cruzília; 1º vice-presidente Francisco Rosinei Pinto, prefeito de Dom Viçoso; 2º vice-presidente Sandro Lisboa Martins, prefeito de São Sebastião do Rio Verde; 3º vice-presidente Paulo Roberto Senador, prefeito de Aiuruoca; 1º tesoureiro Emerson Ferreira Maciel, prefeito de Soledade de Minas e 2º tesoureiro Alexandre Augusto Moreira Santos, prefeito de Itamonte.

Foram empossados ainda os membros do Conselho Fiscal Antônio Claret Mota Esteves, prefeito de Passa Quatro; Evaldo Ribeiro Barros, prefeito de Itanhandu, e Carlos Eduardo Costa Negreiros, prefeito de Virgínia; e os suplentes Diogo Curi Hauegen, prefeito de Caxambu; Yuri Vaz de Oliveira, prefeito de Carmo de Minas, e Sérgio Teixeira, prefeito de Lambari.

A diretoria será responsável pelos trabalhos da associação durante todo o ano de 2020.

Fonte e foto: AMAG