Prefeitos e secretários de saúde da região reúnem-se pelo fortalecimento do Hospital de Ibertioga

Prefeitos e secretários de saúde da região reúnem-se pelo fortalecimento do Hospital de Ibertioga

O prefeito Municipal Ricardo Pires recebeu na tarde desta quinta-feira, 3 de março, autoridades de cidades vizinhas para conversar sobre formas de ampliar os atendimentos do Hospital Monumento às Mães. Participaram da reunião o prefeito de Barbacena, Carlos Du; seu assessor Francisco Júnior, seu secretário de Saúde, Dr. Arinos e o diretor de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde de Barbacena, Júnior Mateus Dias. De Santa Rita de Ibitipoca vieram o prefeito Leandro e seu secretário de Saúde, Alexandre. O prefeito de Piedade do Rio Grande José Fernandes (Cabaço) participou da reunião juntamente com a vereadora Ana Paula. E de Santana do Garambéu estiveram presentes o prefeito Dr Moura, o vice-prefeito José Vandionísio, a secretária de Saúde Gerusa e a chefe de Gabinete Daniela. Representando o Hospital participaram da reunião o provedor Marcy Rodrigues e as assessoras Thamires Oliveira e Mayara Moreira. O secretário Municipal de Saúde, Roberto Bedran, o secretário de Administração de Ibertioga, Geovani Magalhães, e a chefe de Gabinete do município, Ieda Campos, também estavam presentes. Ricardo Pires primeiramente agradeceu a presença e o empenho de todos e falou da responsabilidade que o grupo tem em favor da saúde da população de cada município. “Temos uma boa estrutura aqui em Ibertioga e vemos nela a possibilidade de melhorar o atendimento hospitalar de nossa região como um todo, por isso precisamos unir forças”, disse. Ele explicou que atualmente a prefeitura repassa mensalmente cerca de R$200.000,00 (duzentos mil reais) para a entidade. O secretário de Saúde se Barbacena, Dr. Arinos, falou da possibilidade de formação de um consórcio com o objetivo de fortalecer o Hospital Monumento às Mães para que o mesmo possa servir aos outros municípios envolvidos, melhorando o atendimento e desafogando a rede hospitalar de Barbacena. “Muitos casos poderão ser atendidos e resolvidos aqui em Ibertioga. Um dos benefícios é a maior rapidez no atendimento, o que salva vidas e evita possíveis complicações na saúde dos pacientes”, explicou. A oferta de uma medicina de qualidade na urgência e emergência além de estabilidade para os profissionais contratados (pois não há risco de demissão com a mudança de gestores) são outras vantagens da formação do consórcio.Na reunião foi explicado como outras regiões têm adotado este sistema, unindo municípios com características semelhantes, e como todos ganham com isso. Um dos ganhos é o aumento do número de atendimentos e consequentemente o aumento da possibilidade de receber recursos. Os prefeitos presentes manifestaram interesse em participar do consórcio e discutiram possíveis pré-requisitos e contrapartidas. A equipe do Hospital expôs a atual situação financeira da entidade e mostrou que a equalização das dívidas está quase finalizada. Já foram emitidas as certidões municipal, estadual e federal (inclui as contribuições previdenciárias / INSS) e está faltando somente a do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), que está em fase de regularização e em breve vai ser emitida.Ao final decidiu-se pela montagem de duas frentes de trabalho. Uma para o estudo técnico do consórcio, estrutura do serviço a ser prestado e planejamento. E outra para o estudo jurídico sobre a formação do consórcio, a forma de participação de cada município envolvido na gerência e utilização dos recursos, a participação da irmandade do Hospital, além de possíveis e necessárias mudanças no estatuto da entidade. Foi estipulado prazo de 30 dias para tais estudos e decidiu-se que os prefeitos voltarão a se reunir na primeira semana do mês de abril.

Fonte e fotos: Prefeitura de Ibertioga

Estudantes inadimplentes já podem renegociar dívidas com Fies

Estudantes inadimplentes já podem renegociar dívidas com Fies

Total de prestações não pagas chega a R$ 9 bilhões

Cerca de 1 milhão de estudantes já podem renegociar as dívidas com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Segundo o Ministério da Educação, o total de inadimplentes, ou seja, com mais de 90 dias de atraso no pagamento, já alcança 51,7% dos estudantes com financiamento e soma R$ 9 bilhões em prestações não pagas.

Para os estudantes que têm dívidas com 90 a 360 dias de atraso, o desconto é de 12% no saldo devedor, isenção de juros e multas e parcelamento em até 150 vezes.

Para inadimplência de mais de 360 dias, o desconto chega a 86,5% no saldo devedor. Caso o estudante seja inscrito no CadÚnico ou beneficiário do Auxílio Emergencial, o desconto será de 92%. O saldo dessa dívida poderá ser parcelado em até dez vezes.

Como negociar

O Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, agentes financeiros do Fies, são os responsáveis pela renegociação das dívidas. Para ter o nome retirado dos cadastros restritivos de crédito, os beneficiários deverão pagar o valor da entrada no ato da renegociação, correspondente à primeira parcela. 

O valor mínimo da prestação é R$ 200. A operação pode ser realizada integralmente nos canais de atendimento disponibilizados pelos agentes financeiros.

Caixa 

Cerca de 800 mil estudantes com contrato feito pela Caixa Econômica estão inadimplentes, com dívida média de R$ 35 mil. Esses estudantes poderão realizar a renegociação de seus contratos de forma 100% digital. O interessado deve consultar o site da Caixa para verificar se pode ou não pedir a renegociação, de acordo com as regras estabelecidas.

Após confirmar o enquadramento nas regras e simular a renegociação, os interessados gerarão o boleto para pagamento da primeira parcela ou, caso optem pela quitação de uma só vez, da parcela única. 

Para mais informações, os estudantes poderão acessar o endereço www.caixa.gov.br/fies ou ligar no 0800 726 0101.

Banco do Brasil

No Banco do Brasil, mais de 500 mil estudantes poderão renegociar parcelas do Fies em atraso, de forma digital, no aplicativo do banco.

Para aderir à renegociação pelo canal mobile, basta acessar a opção Soluções de Dívidas e clicar em Renegociação Fies. Por meio da solução, o estudante poderá verificar se faz parte do público-alvo, as opções disponíveis para liquidação ou parcelamento da dívida, os descontos concedidos, assim como os valores da entrada e demais parcelas.

Além do mobile, a contratação também poderá ser realizada em qualquer agência do BB, com as mesmas condições. 

Os clientes podem obter mais informações pelo App BB, portal www.bb.com.br, WhatsApp (61-4004-0001) e Central de Atendimento BB (0800-729-0001).

Fonte: Agência Brasil

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Definidas restrições de circulação de veículos de carga durante feriados de 2022

Definidas restrições de circulação de veículos de carga durante feriados de 2022

Medida visa proporcionar mais segurança às pessoas que viajam a passeio nessas datas

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) publicou no Diário Oficial do Estado, nesta quarta-feira (23/2), portaria que restringe a circulação de veículos de grande porte durante os feriados do Carnaval, Semana Santa e Final de Ano, nas rodovias estaduais de pista simples, em função do aumento significativo do fluxo de veículos nas datas.

O objetivo é promover mais segurança a todos os usuários que trafegam pelas estradas estaduais nesses períodos.

A medida foi definida pela portaria nº 3950 e determina o seguinte cronograma:
 


Nesses dias e horários, estarão proibidos de circular os veículos de carga tipo bitrens, treminhões e rodotrens (com mais de duas unidades, sendo uma tratora e as demais tracionadas e comprimento entre 19,80 e 30 metros); cegonheiras (com duas unidades e de 22,40 metros de comprimento); cargas indivisíveis (que excedam as medidas regulamentadas) e, ainda, veículos com até duas unidades, acima de 2,60 metros de largura ou mais de 4,40 metros de altura ou acima de 18,60 metros de comprimento, portando ou não Autorização Especial de Trânsito (AET).

Os motoristas de veículos de grande porte que não respeitarem as restrições estarão sujeitos às penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro (art. 187-I, da Lei Federal nº 9.503, de 1997), o que representará a perda de quatro pontos na carteira, multa de R$ 130,16 e retenção do veículo até o término do horário limite.

Fonte: Agência MInas Gerais

Foto: Mário Chrispim / DER-MG

Dubai: agritechs do Brasil apresentam benefícios da inovação no campo

Dubai: agritechs do Brasil apresentam benefícios da inovação no campo

Empresas de tecnologia na agricultura cresceram 40% no Brasil em 1 ano

Drones, inteligência artificial e robôs auxiliando o pequeno fazendeiro nos cenários mais longínquos do Brasil. A inovação tecnológica na agricultura pode integrar o cotidiano, não apenas do grande produtor, mas também da agricultura familiar, trazendo ganho de produtividade e redução de desperdícios.

O assunto foi tema do evento Agritalks, promovido nesta quarta-feira (23) pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

A inovação no setor agrícola inclui robôs catadores, que retiram ervas daninhas, plantam sementes e fazem colheita; os drones, que realizam mapeamento aéreo; os softwares de precisão, responsáveis por gerenciar a cadeia produtiva e os dados sobre a produção; além de máquinas autônomas, que recebem comandos a partir de um smartphone ou computador.

Agritechs

O CEO da SP Ventures, Francisco Jardim, durante o Agri Talks, evento promovido pela Apex-Brasil em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos
O CEO da SP Ventures, Francisco Jardim, em Dubai – Tomaz Silva/Agência Brasil

Francisco Jardim, fundador da SP Ventures, diz que criou o maior fundo de investimentos para capitalização de agritechs (empresas de tecnologia para agricultura) da América Latina, o terceiro maior em mercados emergentes, contando com mais 40 dessas empresas.

No Brasil, as startups voltadas ao agronegócio cresceram 40% durante o último ano, na comparação com 2019, chegando a um total de 1.574. Atualmente, a média é de abertura de uma agritech por dia, no país.

Entre as agritechs brasileiras apoiadas pelo fundo, estão exemplos que desenvolvem e comercializam agentes biológicos que combatem patógenos, como fungos e vírus. “Você substitui agroquímicos por outras soluções biológicas mais sustentáveis e econômicas para o produtor agrícola”, explica Jardim.

Para atender aos pequenos e médios produtores, também foi criado um software de gestão na nuvem. “Aquele produtor que antes geria a sua fazenda no caderno, agora tem um software super sofisticado, barato e fácil de usar para ele poder tratar a fazenda como uma empresa de manufatura a céu aberto”, disse.

O presidente da Embrapa, Celso Moretti fala durante o Agri Talks, evento promovido pela Apex-Brasil em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos
O presidente da Embrapa, Celso Moretti, fala durante o AgriTalks – Tomaz Silva/Agência Brasil

O presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Celso Moretti, também presente no evento em Dubai, destaca a relevância do investimento em ciência e inovação, especialmente nas parcerias entre Embrapa e as agritechs.

Moretti cita algumas das tecnologias mais impressionantes em desenvolvimento no país, como o controle biológico usando drones para liberar insetos, a plataforma online que monitora a qualidade de água em tanques de peixes, além de uma fazenda vertical em São Paulo.

Protagonismo

Para o secretário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Fernando Camargo (imagem de destaque), a pandemia trouxe o avanço da digitalização no campo, além da preocupação com a segurança alimentar. “A população mundial está crescendo muito. Em 2050 seremos mais de 3,2 bilhões de pessoas”. Para ele, o agronegócio do Brasil é o protagonista nesse contexto.

A inovação, nos últimos 30 anos, resultou num incremento de 159% na produtividade de carne no território brasileiro, alta de 122% na produção de carne. Se a preocupação com inovação não tivesse sido adotada pelo Brasil, seriam necessários mais 280,2 milhões de hectares de pastagem para obtenção do mesmo resultado.

“Nós produzimos mais com a mesma área, podemos diversificar a produção e poupar terra”, disse ele.

Produtividade, portanto, pode ser traduzida em redução de área utilizada e aumento de volume produzido, garantindo segurança alimentar.

O Agritalks teve a sua primeira edição na Índia, em setembro de 2021. No mesmo ano, foi realizado, em dezembro, o evento nos Estados Unidos. Em 9 de fevereiro, ocorreu a edição do Reino Unido. A série de debates sobre agricultura busca ampliar o diálogo internacional sobre o assunto e promover o agronegócio brasileiro.

Fonte: Agência Brasil

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A Prefeitura Municipal de Santa Rita de Jacutinga informa novamente que não haverá evento de carnaval devido a Pandemia de COVID-19.

A Prefeitura Municipal de Santa Rita de Jacutinga informa novamente que não haverá evento de carnaval devido a Pandemia de COVID-19.

A prefeitura municipal de Santa Rita de Jacutinga informa também que os bares, restaurantes e lanchonetes funcionarão normalmente.

Teve uma reunião com o Tenente Geovani, junto com o Sargento Alexsander, e o PM Amaro, o Prefeito Alexsandro, Secretário de Cultura e Turismo Gil Cunha e o Ronald, Secretário de Fazenda e Finanças.

Os mesmos informaram que serão intensificados os monitoramentos na Praça da Estação e em outros pontos da cidade, afim de evitarmos aglomerações, músicas em caixas de som portáteis e sons automotivos.

Pedimos a colaboração de toda a população santarritense e visitantes que continuem tomando todos os cuidados necessários para evitarmos a disseminação do vírus.

Não deixem de usar máscaras, manter distanciamento social seguro, higienizar sempre as mãos e manter em dia a vacinação contra COVID-19.

Esperamos em breve, voltar com nossos eventos para alegrar os moradores de nossa cidade e também de todos aqueles que são apaixonados por esta terra juntos vamos vencer esta batalha.

Fonte e video: Prefeitura Municipal de Santa Rita de Jacutinga