Escolha uma Página

Em decorrência de investigação de roubo ocorrido na residência de uma idosa, de 61 anos, em Lavras, Sul do estado, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, nessa quarta-feira (10), a operação Prodigus Proximi, resultando na prisão de um homem, de 32 anos, suspeito de ser o executor do crime. Além dele, um parente da vítima, de 21 anos, apontado como responsável por planejar a ação criminosa, foi indiciado.

O crime ocorreu na tarde de 14 de novembro de 2023, quando a vítima foi surpreendida em casa por um indivíduo armado com uma faca – posteriormente identificado e preso ontem. Na ocasião, foram roubados diversos pertences após uma luta corporal. A idosa conseguiu sair do imóvel e buscar ajuda de vizinhos, mas o homem já havia fugido do local. A perícia da PCMG esteve no endereço e confirmou os atos de violência, bem como a subtração de bens.

Investigações

Durante as apurações da equipe de investigação, a PCMG levantou que o roubo teria sido articulado por um parente do esposo da idosa. Ele estava em conflito com a família devido a questões patrimoniais e teria planejado o crime para obter uma parte da herança. Inclusive, teria passado ao comparsa informações sobre a rotina da vítima e detalhes íntimos da família, mencionados pelo suspeito do roubo durante a prática criminosa.

A partir das provas reunidas, o inquérito policial foi concluído com o indiciamento dos dois investigados pelo crime de roubo majorado pelo concurso de agentes e emprego de arma branca, previsto no Código Penal.

Prisão

O homem de 36 anos, que já possui histórico de furto e roubo, foi localizado e preso preventivamente em Barbacena, distante cerca de 150 quilômetros de Lavras, na casa de um familiar. Após o cumprimento do mandado, o alvo foi encaminhado ao sistema prisional e está à disposição da Justiça.

A operação policial foi deflagrada pela equipe de investigação de crimes contra o patrimônio em Lavras e contou com a participação de policiais civis lotados na Delegacia Regional em Barbacena. O nome dado à ação policial é uma alusão à participação de um parente da vítima no planejamento e articulação do crime. “Prodigus Proximi” é uma expressão em latim que pode ser traduzida como “Aquele que rouba dos seus”.

Fonte e foto: PCMG