Escolha uma Página

A Prefeitura de Belo Horizonte, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), promoveu visita de empreendedores da moda autoral da capital ao Senai CETIQT no Rio de Janeiro, entre a última quinta (27) e sexta-feira (28). O local é um dos maiores centros de educação, tecnologia e inovação para a indústria têxtil e de confecção da América Latina. A ação faz parte do programa Minas Moda Autoral, que capacitou 20 marcas mineiras.

“O processo de se inspirar em boas práticas de outras cidades faz parte do desenvolvimento de um território. Esperamos que toda a troca de conhecimentos e experiências no Rio de Janeiro reverbere e fortaleça a moda autoral de Belo Horizonte”, explica a secretária Municipal de Desenvolvimento Econômico, Chyara Sales.

Além de conhecer as instalações do Senai CETIQT, durante os dois dias no Rio Janeiro, os empreendedores foram apresentados a novas técnicas de produção e gestão, inovações e boas práticas do setor, processos de criação e estratégias de marketing, iniciativas alinhadas ao aprendizado do programa Minas Moda Autoral. Os participantes também tiveram a oportunidade de ir a locais como a Casa Zuzu Angel, a Casa Farm e o Fashion Design Hub.

“Foi uma imersão maravilhosa. É um trabalho de campo. Uma missão e iremos finalizar com chave de ouro. Eu não imaginava estar onde estou. Hoje tenho mais segurança do que faço na minha marca, graças a esse curso maravilhoso. E sei lidar com situações como desenvolver uma coleção, dar um nome as peças, precificar, ter esse domínio sobre a marca e fazer todo o trabalho da forma como deve ser feito”, destacou a fundadora da marca Refeito, Bia Pereira.

Coleções criadas

Durante a capacitação promovida pelo programa Minas Moda Autoral, em Belo Horizonte, os empreendedores tiveram a oportunidade de colocar o aprendizado em prática com a criação de novas coleções. A marca Malujoom Acessórios, por exemplo, produziu a coleção Hiato.

 

“Essa coleção parte de uma pesquisa de campo realizada no início do processo. Saímos do Museu da Moda, percorremos alguns pontos de Belo Horizonte, inclusive a Sapucaí. E a proposta da pesquisa foi trazer novos olhares sobre Belo Horizonte.  Isso foi incrível porque vivemos em uma cidade onde muitas vezes não nos atentamos aos detalhes e uma das coisas que nos inspira é o olhar em volta”, destacou um dos proprietários da marca, de acessórios Luiz Cláudio Perpétua Custódio, ressaltando que o programa é um grande fomento para a indústria da moda em Belo Horizonte.

Minas Moda Autoral

A PBH aderiu a parceria com o Sebrae para promover a edição do Moda Autoral em Belo Horizonte. O programa é desenvolvido e idealizado pelo Sebrae, para incentivar o comportamento empreendedor e fomentar negócios de moda autoral identificando e acelerando agentes com originalidade e potencial de projetar a identidade mineira na moda brasileira e mundial. A última aula da capacitação foi realizada no início de junho, sendo a visita ao Senai CETIQ do Rio de Janeiro como atividade complementar à formação dos alunos.

Fonte: Prefeitura de Belo Horizonte

Foto: Bárbara Barth