“NÃO SE PRESERVA A MEMÓRIA DE UM POVO

SEM O REGISTRO DE SUA HISTÓRIA”

A Patrulha de Proteção à Mulher (PPM) da Guarda Municipal de Betim promoveu, nessas quinta (22) e sexta (23), uma capacitação aos efetivos da corporação da cidade e de mais 11 municípios sobre a Lei Maria da Penha (11.340/2006) e a atuação no enfrentamento à violência de gênero. A iniciativa ocorreu no Salão do Encontro.

A qualificação contou com a participação de guardas municipais de Itatiaiuçu, Contagem, Ubá, Belo Horizonte, Cláudio, Ouro Branco, Itabirito, Pirapora, Santa Luzia, São José da Lapa, Pedro Leopoldo para troca de experiências sobre o trabalho no serviço especializado em atendimento à mulher e o incentivo à implantação da patrulha em outras cidades. O objetivo foi capacitar os agentes para atuar em situações de violência contra a mulher, principalmente a violência doméstica.

A capacitação foi ministrada pela coordenadora da patrulha Maria da Penha, da Guarda Civil Municipal de Mogi Mirim (SP), Elaine Navarro, que abordou sobre a Lei Maria da Penha e as principais mudanças. A programação também incluiu palestras com o sub-comandante da Guarda Municipal de Betim, Weslei Almeida, sobre técnicas de procedimentos operacionais em ocorrências de violência doméstica; e com o sub-inspetor da Guarda Municipal de Betim, Walison Ferreira, sobre comunicação não-violenta e mediação de conflitos. A iniciativa contou ainda com rodas de conversa e discussões de casos.

Patrulha de Proteção à Mulher (PPM)

A Patrulha de Proteção à Mulher da Guarda Municipal de Betim atua na prevenção e combate ao ciclo de violência doméstica, em cumprimento a Lei Maria da Penha, com atendimento e fiscalização de denúncias, flagrantes e descumprimento de medidas protetivas, com o acompanhamento da vítima e do agressor para coibir novas ocorrências. O agrupamento também promove ações educativas e culturais, como aulas, palestras e debates para conscientização e orientação sobre a violência de gênero.

“É de extrema importância a atuação da Patrulha de Proteção à Mulher no município, com ações educativas, capacitações e fiscalização. A patrulha também representa um papel fundamental para que a mulher perceba as formas de violência sofrida e procure o suporte necessário da prefeitura, como a Guarda Municipal e o Centro de Referência Especializado de Atendimento à Mulher (Cream). A qualificação dos agentes tem o intuito de agregar valor ao trabalho já desenvolvido no município para que estejam mais preparados para atuação ostensiva no enfrentamento à violência”, ressalta a responsável pela Patrulha de Proteção à Mulher (PPM) da Guarda Municipal, Nayara Souza.

Com informações e fotos da Prefeitura de Betim