“NÃO SE PRESERVA A MEMÓRIA DE UM POVO

SEM O REGISTRO DE SUA HISTÓRIA”

Em uma cerimônia realizada na tarde desta terça-feira, 30 de abril, o Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural de Lavras oficializou o tombamento do conjunto arquitetônico do Campus Histórico da Universidade Federal de Lavras (UFLA). A solenidade contou com a presença de representantes do Governo Municipal, do Conselho do Patrimônio Cultural de Lavras, membros da comunidade universitária e representantes da sociedade civil.

O tombamento, concedido através do decreto de nº 17.497 de janeiro de 2024, assinado pela prefeita Jussara Menicucci, reconhece o valor histórico, cultural e artístico do campus, e guarda consigo importantes memórias da cidade e da instituição. A partir de agora, o local estará sob proteção especial, com medidas de preservação e conservação sendo implementadas para garantir sua integridade para as futuras gerações.

Para a Superientendente de Cultura de Lavras e Secretária Executiva do Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural de Lavras, Lucinda Nunes, o tombamento representa mais do que a proteção de um bem material. “Aqui no campus histórico da UFLA temos os prédios, as edificações, que contam a história do município, e contam a história do início da Universidade. Então tem uma importância muito grande todo esse espaço, tanto para o município quanto para a Universidade”, ressalta.

O reconhecimento do Campus Histórico da UFLA como patrimônio cultural de Lavras é um marco importante para a comunidade. Além de preservar um bem de valor inestimável, a medida também contribui para fortalecer a identidade cultural da cidade e fomentar o turismo local.

Fonte e fotos: Prefeitura de Lavras