Na segunda-feira, 1º de agosto, a fala de António Guterres, secretário-geral da ONU, acendeu um alerta no mundo inteiro. “Hoje, a humanidade está apenas a um mal-entendido, um erro de cálculo da aniquilação nuclear”, afirmou o secretário durante a abertura da conferência sobre o tratado nuclear das Nações Unidas em Nova York.

Segundo Guterres, ameaças geopolíticas, como a crise climática, a pandemia da covid-19 e conflitos armados colocam o mundo em risco nuclear, algo que não era visto desde a Guerra Fria. “A crise climática, as desigualdades gritantes, os conflitos e as violações dos direitos humanos e a devastação pessoal e econômica causada pela pandemia de covid-19 colocaram nosso mundo sob o maior estresse do que enfrentou em nossas vidas”, disse Guterres. “A humanidade corre o risco de esquecer as lições forjadas nos terríveis acontecimentos de Hiroshima e Nagasaki”, acrescentou.

Ao todo, 191 países fazem parte do tratado de não proliferação de armas nucleares (TNP). A conferência acontece até o dia 26 de agosto.

Com informações da CNN Brasil e Portal G1
Foto: Lisa Leutner/ Reuters