O Hotel Casarão é um Patrimônio Cultural do município, tombado pelo decreto número 1231, de 31 de outubro de 2012

Essa bela construção remonta ao passado da Rede Ferroviária Federal S.A. e das outras administrações do trecho da Ferrovia Minas e Rio, obra iniciada pelo Barão de Mauá no final do século XIX, pois o prédio se situa na esquina defronte a Estação Ferroviária, denominada Estação de Itanhandu, desde 1904.

No início do século, ainda não existia o hotel, mas, a partir da década de 30, sua existência é confirmada no Cartório de Registros de Itanhandu, com a designação de Hotel dos Viajantes.

Sabe-se que não foi o primeiro hotel da cidade, mas é hoje o mais antigo e preserva em sua fachada e também na maior parte de seu interior suas linhas originais.

Quando voltou a ativa e se tornou Hotel Casarão, denominação que se justifica pela sua arquitetura mais antiga, sem os concretos armados que invadiram a cidade nos anos 70, teve alguns novos donos, sendo o atual, o espólio do Sr. João Esteves, que tem, como administradora de sua hospedagem, a Sra. Sandra, inquilina do imóvel.

Texto: Celso Francisco Maduro Coelho

Hoje os bens tombados no município recebem 90% de desconto no IPTU e os inventariados recebem 10%, de acordo com a Lei número 1.348 de 05 de março de 2021.

Foto: Paulo Fontes