Na madruga de domingo para segunda-feira, José Robson (Zezinho), de Itanhandu passou por uns dos momentos mais sombrios de sua vida.

No momento que Zezinho retornava para sua casa, passando pela Praça Amador Guedes de bicicleta por volta de 01h da madrugada, de acordo com informações no boletim de ocorrência, Zezinho passou perto de uma moç na rua 7. Enquanto foi para o trabalho, a moça falou ao namorado que Zezinho havia mexido com ela. Nisso o namorado e o amigo da garota foram atrás de Zezinho.

“Fui agredido violentamente e ainda tive minha bicicleta quebrada”, revelou Zezinho.

José Robson contou também no boletim de ocorrência, que o agressor postou em suas redes sociais ameaças contra ele, chamando o mesmo de “estuprador”.

Em contato ao Jornal Panorama, Zezinho revelou que a tortura começou na praça Amador Guedes e terminou do outro lado da avenida, na Praça da Bíblia. “Ele me chamou de ‘Jack Estuprador’, estou todo machucado”, disse entristecido.

Devido aos machucados, Zezinho está em casa em recuperação. O boletim do caso foi lavrado pelo Polícia Militar e o caso já se encontra na Delegacia Civil.

Foto: Arquivo Pessoal José Robson (Zezinho)