Em janeiro deste ano, novo levantamento realizado pelos agentes municipais de endemias de Rio Preto, através do setor de Vigilância em Saúde, aponta estabilidade no índice que mede a infestação do mosquito Aedes aegypti no município de Rio Preto.

O índice de infestação aponta risco médio, com taxa para Aedes aegypti de 3,1%. A maior parte dos focos foram encontrados em residências e imóveis privados. O tipo de foco predominante, com incidência de 75%, foi aquele encontrado em lixo, (recipientes plásticos e latas), sucatas e entulhos em geral.

É importante que a população receba bem os agentes nas suas casas,                          Eles realizam o mapeamento de possíveis focos e o apoio da população é essencial para que o mapeamento seja o mais fidedigno possível.

O chamado (LIRAa) – Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti – é um indicador do Ministério da Saúde que analisa situação de risco de surto para epidemias como, a dengue, Zika e Chikungunya nos municípios.

Segundo o Ministério o índice é considerado satisfatório quando fica abaixo de 1%; situação de alerta quando está no intervalo entre 1% e 3,9%; e indica risco de surto quando é igual ou superior a 4%.

Fonte e Foto: Prefeitura de Rio Preto