Rede de Notícias do Sindijori MG

www.sindijorimg.com.br

Caeté avança no índice Firjan

            Confirmando bons resultados nos medidores da gestão fiscal do município, Caeté avançou 109 posições no índice Firjam entre os anos de 2017 e 2020. O Índice de Gestão Fiscal (IFGF), elaborado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro é baseado em dados fiscais oficiais declarados pelas prefeituras à Secretaria do Tesouro Nacional e o IFGF faz a análise da situação fiscal de mais de cinco mil municípios brasileiros utilizando quatro indicadores: gastos com pessoal, liquidez, autonomia e investimentos. Caeté destaca-se na gestão de pessoas. (Jornal Opinião – Caeté)

Procon notifica empresa do terminal

            Após várias reclamações sobre a falta de segurança no Terminal Rodoviário de Patos de Minas, o Procon abriu um processo administrativo contra a empresa terceirizada responsável pela administração do local. A empresa foi notificada na quarta-feira (2) e tem dez dias para responder a notificação. De acordo com nota divulgada pela prefeitura, o órgão tem recebido diversas denúncias. Dentre elas, questionamentos referentes à falta de segurança dentro da rodoviária. (Folha Patense)

Pagamento de piso nacional

            A Administração Municipal de Araxá vai pagar o piso nacional a professores, agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias. As propostas protocoladas pelo prefeito Robson Magela, nesta semana, durante a abertura dos trabalhos da Câmara Municipal em 2022 foram aprovadas pelos vereadores e concedem o aumento para o magistério e o reajuste aos agentes ligados à saúde da família, que estão na estrutura das Vigilâncias Epidemiológica e Ambiental do Município. Os vencimentos iniciais do quadro de remuneração dos Professores de Educação Básica e Especialistas de Educação Básica serão reajustados em R$ 2.855,38, e para R$2.595,80. (Correio de Araxá)

Temporal causa prejuízos

            Lafaiete sofreu com o temporal que caiu nessa quinta-feira, 10. Ruas e avenidas ficaram alagadas e trouxeram muitos prejuízos aos moradores. O Clube Dom Pedro ficou completamente inundado. Os carros que estavam na rua em frente ao clube ficaram submersos. A lagoa de peixes também foi tomada pela chuva e eles foram levados pela enxurrada. Uma galeria vinda da BR-040 passa sob o clube e vai até o rio. Provavelmente o rio encheu e a água transbordou. As áreas que sofreram mais impactos foram a rua Brasil, no bairro Jardim América, a avenida Telésforo Cândido de Resende e adjacências, no Centro, Marechal Floriano Peixoto, entre outras vias públicas. (Jornal Correio da Cidade – Conselheiro Lafaiete)

Usiminas firma parcerias

            O projeto Mina D’Água, criado pela Mineração Usiminas para aumentar a proteção às nascentes, será ampliado por meio de parcerias com municípios da área de atuação da companhia, que tem operações em Itatiaiuçu. A iniciativa começou a ser desenvolvida em 2021, nas Áreas de Preservação Permanente da Empresa (APPs). A expansão do projeto começará pela comunidade de Ponta da Serra, na região da Serra Azul. Acordo assinado no gabinete do prefeito de Itatiaiuçu, Adélcio de Morais, garantirá a realização das ações em nascente situada na localidade. (Jornal Integração – Ipatinga)

Manifestação de artistas

            Em uma semana, a intervenção “Praia”, do coletivo Mercúrio Líquido, ganhou proporções que a própria proposta de ruptura do edital “Pau-Brasil”, da Funalfa, em comemoração aos 100 anos da Semana de Arte Moderna, não dava conta. Em nota divulgada pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) nesta semana, tanto “Praia” quanto a performance “Paz, amor e liberdade”, do grupo Corpo Coletivo, foram suspensas. A justificativa apresentada foram os riscos elevados de turbulência social com ameaças à integridade física dos artistas e demais pessoas nas ruas de Juiz de Fora. A “Praia” já havia acontecido no fim de semana passado. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

Pagamento do Bolsa Atleta

            A Prefeitura de Mariana, por meio da Secretaria de Esportes, realizou o pagamento da primeira parcela do programa Bolsa Atleta. Ao todo, 28 esportistas marianenses, de 10 modalidades diferentes foram contemplados e poderão utilizar o recurso para financiamento de equipamentos, treinamentos, viagens e outras despesas de preparo e participação em competições. Cada atleta recebe o valor de acordo com as condições necessárias de cada modalidade, de modo que os valores mensais podem ser de 70%, 50%, 30%, 20% e 10% do salário-mínimo. Somando um investimento de cerca de 90 mil reais, pagos em 12 parcelas. (Jornal O Liberal – Ouro Preto)

Construção de hospital oncológico

            A construção do Hospital Oncológico em Pouso Alegre, iniciada em novembro de 2021, está em ritmo acelerado. O cronograma vem sendo cumprido apesar das chuvas frequentes no município. Homens e máquinas trabalham diariamente, mesmo sob chuva, para adiantar o serviço no canteiro de obras, na rua Comendador José Garcia, ao lado da UPA. O Hospital Oncológico Samuel Libânio ganhará mais 100 leitos para o tratamento contra o câncer através desse prédio exclusivo. (Jornal Diário Regional – Pouso Alegre)