Recursos serão investidos em moradias, auxílios para desabrigados e desalojados e na recuperação de estradas, pontes e vias urbanas

O Governo de Minas solicitou recursos ao governo federal da ordem de R$ 935,6 milhões para o enfrentamento dos danos causados pelas fortes chuvas que castigam o estado nas últimas semanas. O pedido foi formalizado, via ofício, após o encontro do governador Romeu Zema com os ministros do Meio Ambiente, Joaquim Álvaro Pereira Leite, e da Cidadania, João Roma, na Cidade Administrativa.

“Os recursos serão de extrema importância, pois temos milhares de pessoas desabrigadas e desalojadas nas regiões atingidas pelas chuvas que perderam suas casas e pertences. O momento é muito difícil”, afirmou o governador.

Para as obras de infraestrutura, foram requisitados R$ 409,5 milhões na recuperação de vias urbanas, pontes, estradas vicinais e limpeza urbana municipal.

Gil Leonardi / Imprensa MG

Desenvolvimento Social

Na área de Desenvolvimento Social, o governo solicitou R$ 526 milhões. Deste valor, R$ 238,7 milhões serão destinados para a criação de um auxílio temporário para as famílias em situação de extrema pobreza.

Ao todo, o programa pretende destinar R$ 400 às famílias em situação de extrema pobreza inscrita no CadÚnico durante o período de três meses, nos municípios com calamidade declarada.

Outros R$ 45 milhões são para a criação do auxílio temporário para os desabrigados e desalojados para compra de móveis e eletrodomésticos. Serão
R$ 600 por pessoa atingida. De acordo com a projeção, 20 mil pessoas desalojadas e 5 mil pessoas desabrigadas receberão o valor por três meses.

O valor de R$ 186 milhões foi solicitado por meio da linha de crédito União para construção de moradias em uma versão especial do programa Casa Verde e Amarela, com valor entre R$ 93 mil e R$ 112 mil por moradia.

Está previsto também um repasse da União para os municípios no valor de R$ 45 milhões, além de R$ 11,2 milhões para compras de cestas básicas a serem repassadas para as pessoas atingidas.

Situação de emergência

Minas Gerais já conta com 341 municípios em situação de emergência, um aumento de 196 municípios em 24 horas. As informações constam no boletim divulgado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) nesta quarta-feira (12/1).

Ainda segundo o balanço, desde o início do período chuvoso, em outubro de 2021, foram 24 mortes em decorrência das tempestades, 3.992 desabrigados e 24.610 desalojados.

Fonte: Agência Minas Gerais

Foto: Gil Leonardi / Imprensa MG