Suspeitos estavam em dois sítios e foram surpreendidos pela Polícia Rodoviária Federal

A ação da Polícia Rodoviária Federal em conjunto com a Polícia Militar de Minas Gerais, desencadeou uma das maiores operações em Varginha. Nesta manhã (31/10) foram divulgadas fotos da operação que já contabilizou 25 mortes. Diante de informações divulgadas, o grupo com possível ligação com facções criminosas, estava fortemente armado e planejavam um ataque a instituições financeiras em alguma cidade da região.

A Polícia Federal armou operação com várias corporações da região e impediu que o grupo conseguisse alcançar o objetivo. As ações ocorreram nas cidades de Varginha e Três Corações, ainda há relatos que uma ação ocorreu em Três Pontas. Pelas informações repassadas foram aborados, sendo uma ação planejada com resultados expressivos, apreendidos munições, armas, granadas e veículos, entre outros materiais.

Em imagens de um dos sítios pode-se notar diversas perfurações de balas e, segundo os vizinhos, a ação ocorreu por volta das 5 horas da manhã de hoje (31).

Os corpos estão na UPA de Varginha e seguirão para o IML de Belo Horizonte. A perícia será realizada pelas equipes de Juiz de Fora ou Divinópolis.

Segue nota da Polícia Rodoviária Federal

A Polícia Rodoviária Federal em ação conjunta com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) deflagrou uma operação na madrugada de hoje, dia 31/10/2021, em Varginha/MG, para neutralizar possível ação criminosa, resultando em confronto com uma quadrilha que visava atacar instituições financeiras a fim de obter alta soma de dinheiro em espécie, durante este feriado de Finados. Como resultado desta intervenção policial restaram vários mortos, todos integrantes da quadrilha do Novo Cangaço.

A quadrilha possuía um verdadeiro arsenal de guerra sendo apreendidos fuzis, metralhadoras ponto 50, explosivos e coletes à prova de balas, além de vários veículos roubados. Foram arrecadados ainda diversos “miguelitos” (objetos perfurantes feitos com pregos retorcidos usados para furar os pneus das viaturas policiais).

Foto: Rede Social