Foi a primeira vez que um prefeito teve seu mandato cassado no município

O prefeito de Três Corações, Gordo Dentista, foi cassado em sessão de julgamento realizada pela Câmara Municipal na última quarta-feira, 20 de outubro. De acordo com as informações, o então prefeteito teria ameaçado e pressionado vereadores para que aprovassem a ida de uma empresa para o município. A sessão de julgamento durou mais de 13 horas.

Uma comissão processante para investigar os atos do prefeito foi aberta no dia 9 de agosto. A denúncia que deu origem à comissão foi feita pelo vereador e presidente da Casa, Fabiano Jerônimo, e o prefeito teria infringido os incisos VII e X do artigo 4º do Decreto-Lei Nº 201/67, que define a conceituação de decoro para o Chefe do Executivo, e os incisos XII e XI do artigo 133 da Lei Orgânica Municipal.

Além da denúncia de ameaça, outras também teriam levado à cassação do prefeito. Uma delas seria a contratação da advogada e delegada Dra. Eliza Cibien Guaitolini Cal para o corpo de assessores do Legislativo e, como ela era servidora pública do Espírito Santo, foi preciso um convênio feito pela Polícia Civil do Espírito Santo e o município de Três Corações, representada pelo prefeito. Após haver discordâncias entre os chefes do Legislativo e Executivo, o prefeito ameaçou cancelar o convênio, que chegou a ser reiscindido; dias após, o prefeito voltou atrás. Outro motivo alegado também foi em relação a recursos enviados à Casa Lar do município, instutuição que acolhe menores sob medidas preventivas. De acordo com a denúncia, o prefeito ameaçou e retirou a subvenção à entidade, resultando em seu fechamento.

Posse do agora prefeito Nadico Vilela

A leitura do relatório final foi feita durante todo o dia e a votação invadiu a madrugada. O relatório foi aprovado por 8 votos favoráveis – o vereador Maurício Gadben votou contra e o vereador suplente Weber Eustáquio Souza, que tinha acabado de assumir uma cadeira no Legislativo, se absteve.

O vice-prefeito Nadico Vilela assumiu a prefeitura em sessão realizada na noite desta quinta-feira, 21. Eles foram eleitos em 2020 com 54,84% dos votos, o que significa pouco mais de 20.500 votos.

Informações: Portal G1 Sul de Minas
Fotos: Câmara Municipal de Três Corações