No dia do Patrimônio Histórico, o município de Olaria relembra patrimônios históricos, culturais e imateriais da cidade.

A data foi escolhida em homenagem ao historiador e jornalista, Rodrigo Melo de Andrade, responsável pela criação do Iphan em 1937.

O Instituto é responsável pela proteção e preservação dos bens culturais nacionais, edifícios, centros urbanos e sítios arqueológicos. A data é importante para conscientizar a população sobre a preservação dos patrimônios nacionais.

É importante ressaltar que Olaria possui além de patrimônios históricos e culturais, o município possui como patrimônio a festa de Santo Antônio, bem imaterial e de muita tradição entre os moradores.

Podemos destacar também os seguintes patrimônios: Corporação Musical Olariense Nova Aurora, Conjunto Paisagístico da Cachoeira do Marciano, Conjunto Paisagístico da Cachoeira do Pão de Angu, Prefeitura Municipal, Conjunto Paisagístico da Estrada Real, entre outros.