O Serviço de Oncologia do Hospital São Lourenço encontra-se plenamente capacitado para a realização de diversos procedimentos – seja na área clínica ou cirúrgica. No último dia 10 de agosto, mais uma cirurgia oncológica de alta complexidade foi realizada na Instituição, pela equipe de cirurgiões oncológicos do Hospital: Dr. Carlos Arthur Corrêa, Dr. Alexandre Ferreira Oliveira (atual presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica) e Dr. José Roberto Constantino. Na foto (esquerda para direita), antes de iniciarem a cirurgia: Dr. José Roberto, Dr. Carlos Arthur e Dr. Alexandre.

Segundo o Dr. Carlos Arthur Corrêa, a cirurgia, de alta complexidade, foi feita com a retirada do tumor no corpo e cauda do pâncreas, em conjunto com o baço e glândula suprarrenal esquerda. “A cirurgia necessita de uma equipe treinada, que já possui experiência nesse tipo de procedimento. Felizmente, o Hospital São Lourenço tem investido fortemente no setor de Oncologia, podendo, assim, dispor de equipes próprias tanto na área cirúrgica, quanto clínica”, completou.

“A paciente apresentava aumento do volume abdominal e dor. Então, com avaliação médica e tomografia abdominal, detectou-se um tumor no pâncreas. A principal hipótese é de uma patologia rara, de nome tumor de Frantz, cujo tratamento é, essencialmente, cirúrgico. Provavelmente a paciente não necessitará de nenhum outro tratamento complementar, e terá sua qualidade de vida restabelecida”, explicou o Dr. José Roberto Constantino.

O Dr. Alexandre Ferreira Oliveira integra o Corpo Clínico do Hospital São Lourenço há mais de 10 anos – e destaca a capacidade da Instituição em realizar tal procedimento. “Sinto-me muito honrado em fazer parte do Corpo Clínico do Hospital São Lourenço. Esse tipo de procedimento é o que se espera de um Serviço de Cirurgia Oncológica bem montado”, afirmou. De acordo com o cirurgião (e professor de Oncologia), São Lourenço e região precisam ter um Serviço de Oncologia devidamente estruturado, principalmente pra atender os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). “O Hospital São Lourenço se preparou pra isso. Como sempre, a Instituição saiu na vanguarda. E quando falamos do Hospital São Lourenço, lembramos que é um Hospital Regional, que atende toda uma região cujos pacientes, antigamente, tinham que sair daqui pra serem tratados a, até, 150 km de distância, às vezes enfrentando filas. E hoje, o Hospital São Lourenço fornece a oportunidade de esses pacientes serem tratados aqui mesmo. O que falta agora é fortalecer o alinhamento junto às entidades governamentais, para que possamos caminhar para o credenciamento do Serviço pelo SUS, que é uma vontade de São Lourenço e de toda a macrorregião”, concluiu.

Fonte: Hospital São Lourenço