Rede de Notícias do Sindijori MG – www.sindijorimg.com.br

Caeté pode ter tarifa zero

                       O prefeito Lucas Coelho anunciou seu projeto de adotar a “tarifa zero” no transporte coletivo municipal de Caeté. Ele revelou que vem fazendo muitas negociações e estudos, envolvendo a empresa Transcol, nossas secretarias de Administração, Fazenda e Procuradoria Jurídica, além do importante apoio dos vereadores da base de governo. Na negociação entre Prefeitura e a empresa, ficou fixado a concessão de um subsídio no valor de R$ 90 mil reais mensais, pelo período de até 6 meses, para cobrir o déficit apresentado pela concessionária, em decorrência da queda brusca de passageiros pagantes, devido à pandemia. (Jornal Opinião – Caeté)

CPI da Cemig tem comissão

                       A Assembleia Legislativa de Minas Gerais apresentou, na semana que passou, os deputados que vão compor a CPI da Cemig. Em requerimento, foi solicitada a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) com a finalidade de investigar fatos denunciados pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e pela imprensa sobre práticas que podem ter causado prejuízos bilionários para a Cemig e para Minas. Um dos motivos para a abertura da comissão é a contratação de empresas de consultoria sem licitação. A CPI também vai investigar a transferência de atividades administrativas da empresa para São Paulo. (Blog do Madeira – Varginha)

Associação faz curso de vendas

                       Estão abertas as inscrições para o curso “Vendas Digitais: entendendo o mercado e as técnicas de vendas”, ofertado pela Una Divinópolis; instituição que integra a Ânima Educação, em parceria com a Associação Comercial de Divinópolis (Acid), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Sindicato da Indústria do Vestuário de Divinópolis (Sinvesd). Segundo a coordenadora do projeto, professora Pâmella Pugas, dentre os conteúdos abordados nas aulas, os participantes receberão noções de arquitetura de vendas, utilização de plataformas e redes sociais para negócios e estratégias para potencializar as vendas utilizando destas e outras ferramentas. (Portal Agora – Divinópolis)

Ações para minimizar poluição

                       Uma reunião promovida pela 4ª Promotoria de Justiça, no auditório do Fórum da comarca de Timóteo, definiu alguns encaminhamentos sobre a poluição atmosférica do regional Leste do município, informou o Executivo timoteense. A audiência foi conduzida pelo promotor de Justiça Tiago Tanure e contou com a presença da subsecretária de Meio Ambiente, Lucília Moraes, representando a Prefeitura de Timóteo; do presidente da Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam), Renato Brandão; de vereadores; de representantes dos empresários sediados no Distrito Industrial, da Polícia Militar de Meio Ambiente e de moradores da regional Leste. A Promotoria de Meio Ambiente estipulou um prazo de 20 dias para a apresentação de um documento no qual os empresários se comprometem a viabilizar esse estudo. (Diário do Aço – Ipatinga)

Valor de passagens será mantido

                       A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) divulgou o resultado da Mesa de Diálogo, instalada em abril, para discutir, estudar e buscar soluções para o transporte coletivo urbano na cidade. Ficou acordado entre os integrantes do grupo, que conta com representantes dos trabalhadores, do empresariado, da Câmara Municipal e da própria PJF, que a tarifa do transporte coletivo público  vai permanecer no valor de R$ 3,75 até o final de 2021. Além disso, foi garantida a manutenção dos postos de trabalho e a criação de um comitê gestor paritário e de um Fundo Municipal de Transporte. A PJF também se comprometeu a arcar com alguns custos do transporte público na cidade como forma de não onerar o usuário e manter o funcionamento do sistema. (Tribuna de Minas – Juiz de Fora)

Lafaiete tem liberdade econômica

                       O governador Romeu Zema cumpriu agendas de trabalho em Conselheiro Lafaiete na semana que passou. Ele se reuniu com prefeitos da microrregião e representantes do setor produtivo e, durante as agendas, a prefeitura de Conselheiro Lafaiete instituiu o decreto de liberdade econômica municipal, que tem como objetivo simplificar e desburocratizar o ambiente de negócios na cidade dentro do programa Minas Livre Para Crescer, do Governo do Estado. (Folha de Sabará)

MOC reabre licitação

                       A Prefeitura de Montes Claros reabriu a licitação para contratar empresa para avaliar os impactos econômicos e operacionais da pandemia da covid-19, referente ao contrato de concessão do serviço de transporte coletivo urbano, atendendo a demanda da Secretaria Defesa Social do Município de Montes Claros. A concessionária que explora o transporte coletivo urbano, discorda dessa licitação, pois alega que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais determinou desde o dia 16 de abril, conforme o desembargador Armando Freire, que o município fizesse o reequilíbrio financeiro e ainda fixou multa diária de R$ 100 mil pelo descumprimento. Os levantamentos das empresas apontam que os prejuízos acumulados são de R$ 22 milhões. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)