Fiquei pensando, quantas vezes, precisamos recomeçar? E eu mesma respondi, sempre que alguma mudança acontecer. Então será uma constante, porque se tem algo que é certeza nesta vida são as mudanças.

   Há pouco tempo, uma pessoa querida partiu, foi morar com o Pai, assim acredito, muitas mudanças virão com essa partida, muitas reflexões, além da saudade.

   Muitas coisas, mudam, mesmo que não sejam através da morte, essa é uma mudança sem volta, você sabe que dali para frente terá que recomeçar, partir do zero.

   Mas antes temos que deixar doer, deixar sangrar, só depois estaremos prontos para recomeçar.

   Não é uma tarefa fácil, muitos de nós ficamos presos, por anos a fio, naquela época em que as coisas eram diferentes. Esse apego dói, muitas vezes mais que a falta da pessoa que partiu ou mesmo de um relacionamento que findou, um emprego que não existe mais, uma amizade abalada.

   Enfim todas as reviravoltas que a vida nos traz, costumo dizer que é porque estamos vivos, e enquanto assim estivermos, passaremos por mudanças constantes.

   E sobreviverá aqueles que a aceitarem. Quando digo aceitar, estou falando da não ira, da não revolta, de parar de tentar achar um culpado e viver ali presa em uma vingança, que não leva a nada, somente a mais dor.

   Por que além de lidar com a falta , você terá que lidar com a sua ira, que ao invés de olhar e acolher  e dizer que tudo bem, se sentir assim, você  descarrega em quem esta por perto, isso pode gerar o afastamento de mais pessoas, que poderiam contribuir para seu refazimento.

   Eis que a vida sábia como é, coloca novas situações em nossos caminhos, caso não resistamos, este pode ser nosso bálsamo, nossa cura, caso aceite essa novidade, passara a viver de outra maneira, ajustará coisas para que essa novidade possa caber em seu dia a dia.

   Esse é o recomeçar que falo, que não é repetir a vida que tinha antes, mas adaptar e encontrar novos propósitos, aprender coisas novas, muitas vezes coisas que antes considerava sem importância, hoje percebe sua validade.

   É aí que se encontra a magia do recomeço, olhar para o novo que se abre, através dos ajustes do passado, deixando o coração com um espaço para se reconectar novamente.

 O filme que me inspirou neste texto foi Relatos pelo Mundo, Netflix, que conta a história de um homem que levava as novidades que estavam acontecendo pelo mundo, lendo jornais em vilarejos distantes. Em 1870, onde encontra algo para o fazer querer recomeçar, após a perda de sua esposa.

Conheça mais o trabalho de Li Couto em seu Instagram https://www.instagram.com/licouto/?igshid=2i81a3ty2vr2

Ouça o Podcast do título:

https://soundcloud.com/jornal-panorama/artigo-podcast-com-a-escritora-li-couto-recomecar-38

https://soundcloud.com/jornal-panorama/artigo-podcast-com-a-escritora-li-couto-recomecar-38