Rede de Notícias do Sindijori MGwww.sindijorimg.com.br

Viçosa determina  rodízio

O prefeito de Viçosa, Raimundo Nonato Cardoso assinou um novo decreto que estabelece medidas complementares aos protocolos da Onda Roxa do plano Minas Consciente. O objetivo, segundo a prefeitura, é reduzir a circulação de pessoas na cidade e aumentar a taxa de isolamento social. As medidas válidas desde ontem foram sugeridas pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), e acatadas pelo prefeito. Entre as principais medidas do decreto nº 5.626/2021 está o retorno do rodízio de CPF para acesso a todos os estabelecimentos comerciais e serviços permitidos na Onda Roxa. (Folha da Mata- Viçosa)

Definidos grupos de vacinação

A Câmara Municipal de Juiz de Fora promulgou, nas últimas quinta, 8, e sexta-feira, 9, as Leisque tratam dos grupos prioritários para a vacinação contra a Covid-19 no município. Ambos os dispositivos visam a incluir grupos na condição de prioridade da vacinação, e foram promulgados apesar do veto do Poder Executivo, que justificou “não caber ao Município elaborar seu próprio plano de imunização”, visto que a competência é do Ministério da Saúde, que define a ordem de imunização no Programa Nacional de Imunizações (PNI). (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

Cidades podem ter reinfecção

A Secretaria de Estado de Saúde informou por meio do seu Boletim Epidemiológico sobre 16 possíveis casos de reinfecção por covid-19 na região Centro-Oeste Mineira. Até o momento, não há suspeita descartada ou confirmada, segundo o Estado. O Boletim do dia 6 de abril demonstrou que Arcos, Bom Despacho, Cana Verde, Divinópolis, Formiga, Itaguara, Itaúna e Pitangui são as cidades que possuem casos de reinfecção em análise, mas não há mais informações sobre as pessoas que podem ter testado positivo novamente para o novo coronavírus. (Jornal Cidade MG- Lagoa da Prata)

Divinópolis não é contemplada

O governador do Estado, Romeu Zema anunciou no último fim de semana a chegada de uma nova remessa de medicamentos para fazer a intubação de pacientes com covid-19. A aquisição de mais de 15 mil ampolas foi comemorada por várias cidades, entre elas, Divinópolis, que se encontra com o estoque de sedativos em nível não recomendável para o enfrentamento à pandemia. Contudo, segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, por meio da Superintendência Regional de Saúde (SRS), Divinópolis ainda não foi contemplada com a chegada dos medicamentos. (Jornal Agora- Divinópolis)

MOC ganha aparelhos

Em meio a tantos problemas para enfrentar a pandemia, como a falta de leitos, de equipamentos e suprimentos e até de mão de obra na área da saúde, Montes Claros e região recebem uma boa notícia. O Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira (HCMR), porta de entrada para pacientes com Covid-19, está sendo equipado com aparelhos avançados que vão melhorar o atendimento a pacientes com síndrome respiratória. São equipamentos de Terapia de Alto Fluxo, utilizados em pacientes de UTI. A unidade de saúde já recebeu três aparelhos e mais 20 estão para chegar. (Jornal O Norte- Montes Claros)

Aprovada criação de auxílio

A Câmara Municipal de Lagoa da Prata aprovou o projeto de lei do Executivo que cria o Benefício de Auxílio Emergencial Temporário. O benefício ajudará mais de duas mil famílias em situação de pobreza e extrema pobreza e foi encaminhado para sanção do Executivo. O valor médio do auxílio será de R$ 311 por três meses. O projeto prevê recursos próprios de R$ 2,1 milhões. Será concedido um único benefício por família ou indivíduo, esse último desde que se configure como família monoparental. (Jornal Nova Imprensa- Formiga)

Hospital amplia leitor UTI

Mais dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) covid foram disponibilizados na manhã desta segunda-feira, 12, no Hospital e Maternidade Vital Brazil, em Timóteo, totalizando 20 leitos destinados à pacientes com a doença. A solenidade de entrega foi realizada na área externa do hospital, próximo à capela, com número reduzido de convidados e respeitando os protocolos de segurança, informou a Fundação São Francisco Xavier (FSFX), administradora do hospital. A implementação foi realizada em parceria com a Prefeitura de Timóteo, Aperam e Ministério Público. (Diário do Aço- Ipatinga)