“Não importa quão difícil se torne a situação, um líder de verdade continuará liderando e nunca desistirá.” John C. Maxwell

Nobres, é de conhecimento de todos que líderes precisam de pessoas. A finalidade da liderança é levá-las aonde não poderiam ir por conta própria, direcioná-las para fazer aquilo que se achavam incapazes de realizar e alcançar seus objetivos que só podem ser atingidos quando a equipe trabalha unida. Para que obtenham excelentes resultados em sua caminhada, líderes de alta performance devem primeiramente amar o que fazem, amar pessoas e procurar sempre estar perto delas.
Contudo, existem momentos nos quais líderes devem seguir adiante, dando um passo ousado, sem esperar pela aprovação da multidão. Não é nada saudável para um líder depender da aprovação de todos. Vale lembrar que: se você tentar agradar a todo mundo, acabará se indispondo com todo mundo também.
Independente de quão difícil se torne a situação, um bom líder continuará liderando e nunca desistirá. Não importa que tipo de tempestade se apresente sobre sua liderança.
O líder deve manter fidelidade ao que acredita e às pessoas – mesmo quando isso não for uma iniciativa muito popular. Esse é um dos fardos da liderança.

TOMADA DECISÕES EM TEMPOS DIFÍCEIS

O líder que enfrenta momentos difíceis, precisa aproveitar a oportunidade para se destacar e demonstrar quem realmente é. Liderar pessoas pode ser muito complicado, e exigir muita renuncia e coragem. Toda mudança, todo desafio e toda crise requer uma tomada de decisão difícil, e a maneira como se lida com essas situações é que faz a diferença entre líderes de excelência e os demais. Diante de uma decisão difícil e que precise dar o melhor de si, um líder identifica que:
• Uma decisão difícil pressupõe uma batalha interna: Segundo Sheldon Koop, “todas as batalhas importantes são travadas em
nosso interior.” Você já parou para analisar que toda as situações difíceis que precisou enfrentar, começaram no seu interior? Se a trilha fosso limpa e tranquila, não seria uma decisão difícil, e qualquer pessoa poderia tomá-la. Geralmente essa batalha interna acontece longe dos holofotes da liderança, em salas silenciosas, e observadores casuais nem mesmo a percebem.
• Uma decisão difícil inclui riscos: Os líderes precisam ter disposição de fazer certas coisas que outros não são capazes de realizar. Devem se colocar na linha de frente, chamar a responsabilidade para si mesmo. “Se você não tem a intenção de assumir riscos, a liderança não é o seu lugar. Não dá para evitar riscos e esperar que as pessoas progridam ao mesmo tempo. O progresso sempre demanda riscos.
• Uma decisão difícil distingue o líder: É comum ouvir de pessoas que ocupam um cargo de liderança em uma empresa de que é muito difícil administrar momentos de conflitos entre seu liderados, porém estas mesmas pessoas se esquecem que é por causa destas situações difíceis e que os desafiam que eles estão, onde estão. Quando uma empresa está indo na direção errada, é ai que os lideres realmente justificam sua função. Em momentos complicados que lideres de alta performance toma decisões mais difíceis e realmente se distinguem. Apenas os melhores podem liderar de modo eficaz em situações adversas.

Desejo de coração que você tenha uma semana abençoada e de sábias decisões. Abraços!

Marcos Sipriano é Master Coach, formado pelo SBCoaching , Empresário. Palestrante, Mentor e Pastor.
Instagram: @marcossipriano7