A verdadeira essência de um viver saudável é o amor a nós mesmos. O amor-próprio deve ser duradouro ou até mesmo eterno. Quem não goza de sua própria existência não saber amar e muito menos terá compaixão pelo seu próximo. Aquele que transborda de humildade e alegria deve-se ser considerado como quem possui brio o suficiente para transferi-lo aos demais.

Sem a altivez e o orgulho de nós mesmos e de nossas atitudes, jamais saberemos repassar a nossa dignidade ao universo e a nossa consideração por cada ser presente no mundo. Além do amor a nós mesmos, devemos sempre saber nos valorizar, o que é primordial para o nosso fortalecimento mental e emocional.

Não devemos nos desmerecer por pensamentos que venham a invadir nossa mente nem por condutas que talvez tenham nos afligido em algum momento da vida. Ao invés de captarmos tudo que nos faz mal, o mais importante é analisar e refletir sobre cada ocasião por nós vivenciada e, através dela, tirar lições e aprendizados que nos auxiliem em nosso crescimento e amadurecimento.

Cada obstáculo é um desafio, cada desafio é uma chance de vencer, cada chance de vencer é um sentimento inexplicável, que pode ser entendido como amor-próprio. Devemos saber nos reconhecer como seres humanos e que cada um de nós tem os seus defeitos e as suas qualidades. Independentemente de nossas imperfeições, precisamos compreender que nem sempre seremos considerados bons para todos, porém tentaremos dar o nosso máximo para deixar algo bom às pessoas.

Nunca conseguiremos agradar a todos, contudo o primeiro passo a ser dado é em nosso interior, oferecendo-nos todo o amor do mundo. Somente após ser concluída esta etapa é que prosseguiremos a nossa trajetória de vida, transmitindo paz, amor e sabedoria por onde passarmos.


Autoria: Larissa Azevedo