A China tem conseguido conter a pandemia com testes em massa e lockdowns onde novos casos são registrados. Mas, nas últimas semanas, surtos locais têm levado autoridades de saúde a testar dezenas de milhares de pessoas pelo método PCR.

Os testes para detectar o covid-19 normalmente são feitos através de material colhido pelo nariz ou garganta, porém com os casos significativos na cidade de Pequim, os chineses têm recorrido ao teste retal, informação dada pela emissora de pública de TV CCTV. A medida também é imposta para as pessoas que estão de quarentena obrigatória.

O médico Li Tongzeng, do hospital You’an em Pequim, afirmou à CCTV que o teste retal “aumenta a taxa de detecção de pessoas infectadas” porque o coronavírus permanece mais tempo no ânus do que no trato respiratório.

“Considerando que coletar swab anais não é tão conveniente quanto os de garganta, no momento apenas grupos-chave, como aqueles em quarentena, recebem ambos”, afirmou Tongzeng.

Informações G1

Foto: Getty Images/iStockphoto