A juventude é a etapa marcada pelas dúvidas e incertezas, mas também pelo racionalismo e pela independência. 

Há muitas controvérsias relacionadas ao modo de viver, conviver e reagir, porém cada jovem possui a sua maneira de ser e se comportar perante toda a sociedade. Cada um tem o seu jeito de falar, pensar e agir, pois são as influências que contribuem para a incorporação de seus pensamentos, gestos e atitudes. 

O mundo jovem é geralmente caracterizado pelos anseios, estes que estão fortemente ligados ao sentimento de autonomia, além de uma grande força de vontade que habita em sua mente. Entretanto, em excesso, toda essa autonomia pode se transformar em um frequente ato de autoritarismo, tornando-se prejudicial para os que estão a sua volta.

A juventude é a era das várias experiências vivenciadas durante todo o percurso existencial. É o momento no qual são enumerados os diversos momentos de descobertas, estas que são essenciais para a formação e o crescimento de cada jovem.

Não importa quantos obstáculos possuem no caminho. O jovem sempre consegue atravessar cada ponte, tem a capacidade de quebrar todas as barreiras e seguir em frente. O jovem vai à luta com muita determinação e coragem em busca dos seus ideais, fazendo de cada desafio um alicerce para prosseguir firme em seu trajeto.

Já aqueles que não “movem um dedo” para a construção de sua vida, é importante que outras pessoas se unam para impulsioná-los a, através das descobertas, correr atrás dos seus objetivos, atingir as suas metas para que, dessa forma, saibam desfrutar ao máximo da sua vida, com muita sabedoria e inteligência.

Sendo assim, é fundamental que os jovens saibam usufruir das experiências e oportunidades que a vida proporciona, pois é correndo atrás de seus propósitos que os jovens alcançam a tão estimada vitória.


Por: Larissa Azevedo