Filme – V de Vingança (2005)

A adaptação da Graphic Novel lendária de Alan Moore gerou um dos melhores filmes que eu já assisti. Conta com um enredo simplesmente sensacional e muito atual, sobre um homem mascarado que luta pela liberdade contra um sistema autoritário fascista, e é muito envolvente e cheio de momentos memoráveis e frases que fazem refletir até hoje. As atuações são excelentes, principalmente de Natalie Portman como Evey Hammond e Hugo Weaving como V, que embora não vemos o seu rosto, sua voz e linguagem corporal entregam uma atuação de altíssima qualidade. A trilha sonora é marcante e fantástica, a ambientação é muito boa, uma Londres em um período de autoritarismo muito imersiva e as cenas de ação, embora poucas, são extremamente bem feitas. Conclusão: Uma das melhores adaptações de histórias em quadrinhos e um dos melhores filmes que eu já vi. Dou 10 de 10 para V de Vingança.

Série – Smallville – Segunda Temporada (2002/2003)

Seguindo a mesma fórmula da primeira temporada, mas com revelações mais interessantes sobre o protagonista, é uma ótima temporada, mas que não supera a anterior. Conta com um enredo muito bom, explicando mais sobre a origem de Clark Kent/Superman, é bem contado e tem um ritmo envolvente, mas alguns episódios que seguem muito a fórmula da primeira temporada parecem deslocados e bem sem graça, mas são poucos. As atuações são ótimas, Tom Welling e Michael Rosenbaum continuam excelentes como Clark e Lex, e agora temos uma participação maior de John Glover como Lionel Luthor e Kristin Kreuk como Lana Lang, dois personagens bem marcantes e carismáticos, e um dos episódios conta com a participação especial de Christopher Reeve, o eterno Superman da quadrilogia iniciada em 78. A trilha sonora continua excelente e muito bem escolhida e os efeitos especiais e cenas de ação tiveram uma melhora de um ano para o outro. Conclusão: Embora mais fraca que a primeira temporada, ainda mantém o nível de qualidade e aprofunda mais o enredo. Dou 8 de 10 para Smallville (2ª Temporada).

Game – Borderlands Game of the year edition (lançado em 2009, mas a versão remasterizada é de 2019)

Game Borderlands, na edição Game of The Year Remasterizada para o PlayStation 4. Analisando como um jogo, Borderlands possui um enredo bem conceitual e nada profundo, mas bem interessante na sua premissa, e missões muito divertidas principalmente se você jogar em cooperativo. A jogabilidade é excelente e muito viciante, com um sistema de armas aleatórias que nunca deixam seus equipamentos serem iguais e é muito divertido de se jogar tanto sozinho quanto no co-op. Os gráficos são bons, com aquele estilo Cel Shading bem agradáveis aos olhos, o humor ácido do jogo é muito bom, eu ri muito jogando, e a trilha sonora é impecável. Analisando como uma remasterização, por vir todas as DLCs, rodar em 1080p e 60 FPS, e incluir um mini-mapa (coisa que não tinha no original) eu achei uma boa versão, embora não tenha legendas em português, o que é uma pena. Conclusão: Um dos jogos mais divertidos e viciantes que eu já joguei, e um dos melhores looter-shooter disponíveis no mercado. Dou 9 de 10 para Borderlands Game of The Year Edition.

Por Netto Lage, Francisco Bernardes Lage Netto, estudante (17), gamer, cinéfilo, autodidata.

Desde a infância é apaixonado por filmes, séries e jogos. Com o tempo, sentiu necessidade de extravasar e registrar a sua opinião. Inspirado pelo youtuber Carlo Chim, iniciou suas críticas, sempre postadas em seu perfil no Instagram. O mundo do cinema o fascina, e tem como objetivo profissional, atuar em algum dos diversos segmentos que essa área oferece.