Por Graziela Ricardo Matoso*

A tireoide tem a função de regular órgãos importantes como o coração, o cérebro, o fígado e os rins. Quando há uma disfunção nessa glândula chamamos de hipotireoidismo, uma queda na produção dos hormônios triiodotironina e tiroxina. É mais comum em mulheres, mas  pode manifestar em qualquer pessoa independente de gênero ou idade, até mesmo recém-nascidos.

Em recém-nascidos, a doença pode ser diagnosticada através do “Teste do Pezinho” que deve ser feito entre o terceiro e o sétimo dias de vida do bebê. Caso a resposta do teste seja  positiva, o tratamento precisa ser iniciado imediatamente, sob supervisão médica, para evitar consequências como por exemplo o retardo mental. Assim, o bebê poderá ficar curado e ter uma vida normal. Já nos adultos o hipotireoidismo é causado por uma inflamação denominada Tireoidite de Hashimoto que pode ser provocada pela falta ou pelo excesso de iodo na dieta.

Caso a doença não seja tratada ela pode apresentar gravidade como falta de disposição física e mental, além de elevar os níveis de colesterol, que aumentam as chances de problemas cardíacos. Por isso fique sempre de olho nos sintomas que podem se apresentar de maneira silenciosa como menstruação irregular, falhas de memória, cansaço,  dores musculares, queda de cabelo, ganho de peso, depressão e batimentos cardíacos fracos.

O tratamento é feito através de medicamentos, e para que seja feito o diagnostico é preciso acompanhamento médico, pois é ele quem vai poder orientar qual medicamento e qual o melhor horário para tomar a medicação. Com essa medicação você pode ter uma vida feliz, normal e saudável. Fique atento a sua saúde, cuide-se! 

*Estagiária sob supervisão da jornalista Priscila Aparecida Silva