Aiuruoca sente a perda de um amigo, um pai, um conselheiro, um lutador. José Carlos da Silva, que há mais de 20 anos realizava um trabalho com afinco frente ao Hospital Dr. Júlio Sanderson, faleceu nas primeiras horas deste dia 29 de setembro de 2020.

Carlinhos do Hospital lutou contra o vírus que aflige nosso mundo: o Covid-19. A partida de Carlinhos deixou todos em uma contínua reflexão sobre a vida. Um homem que doou sua vida em missão a cuidar dos doentes, sempre disponível a quem fosse, sendo fiel ao seu propósito e aprendizados, se foi de forma repentina.

Aos 53 anos, Carlinhos do Hospital parte para a vida eterna. Está com Deus. Às vezes não sabemos lidar com tudo o que nos ocorre, mas devemos ter sempre o pensamento no Pai Celestial. Em entrevista ao JORNAL PANORAMA no dia 26 de agosto, Carlinhos a cada instante frisava para não perdermos a esperança, confiarmos em Deus, pois tudo iria passar.

Sim, que tenhamos essa esperança de que tudo irá passar. A morte nos assusta, a perda nos dilacera, mas aquele que parte e que tem a esperança na vida eterna, continuará a sua vida junto a Deus.

O JORNAL PANORAMA destaca a homenagem da Câmara Municipal de Aiuruoca em 12 de agosto de 2017, na Sessão Solene Comemorativa aos 183 anos da criação do município, que prestou homenagem ao presidente do Hospital Dr. Júlio Sanderson.

Na oportunidade, José Carlos da Silva agradeceu a homenagem, onde expressou sua alegria e informou que recebia a congratulação também em nome do Hospital Dr. Júlio Sanderson e em nome de todos os parceiros e colaboradores. Citou da filosofia do mestre Dr. Júlio Sanderson, ‘Ninguém adoece porque quer, o pobre adoece mais do que o rico por óbvias razões’. Carlinhos deixou registrado que não fazia nada de extraordinário. “Me sinto feliz e agraciado por Deus por ser parte da solução, de poder servir a todos sem distinção de raça, de cor, de religião ou fator econômico. Buscando sempre a igualdade no atendimento, contando para isso com uma equipe de colaboradores que ajudam a carregar esse sonho que é o Hospital Dr. Júlio Sanderson ser a cada dia mais humanizado, igualitário, mais social e com visão voltada aos menos favorecidos”, colocou. Ao fim, deixou uma mensagem que não deve ser esquecida, os cinco pilares fundamentais: a fé em Deus, a esperança, a humildade, a gratidão e a misericórdia ao sofrimento alheio.

Assim, como vemos nesta mensagem deixada há três anos, Carlinhos sempre via o hospital como um sonho, que a cada dia era transformado, algo que vinha desde o saudoso Dr. Júlio Sanderson e seguido junto em passos firmes com toda equipe do hospital.

O JORNAL PANORAMA presta sua solidariedade a todos os familiares de Carlinhos, sua mãe Nazaré, seu pai Anésio, sua companheira Maria do Carmo, suas filhas Lara e Cíntia, e a seus irmãos André, Cida, Nilda, Nivaldo, Luciano, Neide e Luiza. Que Deus possibilite o consolo e a fortaleza necessária para passarem por esse momento tão difícil.