Em 2020, o tradicional jubileu em honra ao Senhor Bom Jesus se faz diferente devido a pandemia

Liberdade vive um momento jamais imaginado, celebrar seu padroeiro Senhor Bom Jesus sem a presença constante dos fiéis que se reuniam a cada celebração do mês de setembro, em todos seus momentos, desde a chegada da imagem até seu retorno, na comunidade Vargem da Imagem. 

Muitos em nossa região já estiveram ou já ouviram falar da imagem de Bom Jesus do Livramento, que foi esculpida em um grande cedro por um velho peregrino e tem todo seu significado ao fiéis. A imagem de 1,90 de altura impressiona a muitos, tanto pela sua tamanha perfeição, por sua admirável expressão de dor e no rosto, amor.

Com o anseio de possibilitar a todos os fiéis uma celebração não menos festiva e fervorosa, o pároco e reitor do Santuário Basílica Bom Jesus do Livramento, padre Ivair Carolino, fez uma proposta à jornalista e promotora de eventos, Paulinha Carvalho, para a realização de algo diferente para o dia 14. E assim se fez. Em tempo recorde, podemos apreciar uma bela produção de um documentário especial, uma história que envolve a fé, a devoção, a imagem, Liberdade e tudo que compõe essa bela contemplação. Paulinha, nascida em Liberdade, conhece a toda a história do Bom Jesus. “Traçar esse roteiro, desenvolvê-lo e executá-lo, eu até acredito muito que seja uma missão que já nasceu pra mim, digamos assim”, revela.

Paula Carvalho menciona que Padre Ivair foi seu guia, envolvendo tudo o que ocorre diante a pandemia. O personagem principal do documentário é o Senhor Bom Jesus, mas Paulinha ressalta que Padre Ivair foi o personagem central para a transformação de tudo, assim como o sentimento de todos os libertenses. “Na tristeza de não ter jubileu é que se nasce esse documentário”, revela.

O documentário Bom Jesus do Livramento “A Imagem Venerada” estará disponível no início de outubro, fazendo toda a síntese do mês tão especial aos libertenses e devotos do Senhor Bom Jesus.

Mas de antemão todos podem acompanhar partes desse trabalho, que estão divididos em sete blocos e cinco já estão disponíveis no canal do YouTube do Santuário SBJL Webtv. Os blocos destacam os seguintes temas: ‘O Jubileu’; ‘Liberdade é sua cidade’; ‘A Guarda e a tradição’; ‘Santuário Basílica Bom Jesus do Livramento’; ‘Devoção e fé’; ‘14 de setembro de 2020’ e ‘Os festejos de setembro’.

No dia 14, houve uma especial produção com projeções onde a tela foi a frente do Santuário. Belas imagens foram transmitidas e destinou um impacto visual e emocional de tamanha grandeza, com momentos eternizados pelas lentes de Cláudia Carvalho e logo todos puderam contemplar as imagens.

Neste dia também ocorreu o lançamento do documentário juntamente com o Santuário, onde Paula Carvalho assina o roteiro, produção e direção. Entre tantas emoções, algo que marcou a celebração do dia 14 de setembro, dia dedicado a exaltação da Santa Cruz, foram as milhares de velas na escadaria do Santuário, que representou cada fiel devoto e suas intenções. As velas ficaram acesas até a manhã do outro dia, representando uma vigília até as seis da manhã.

Pároco e reitor do Santuário Basílica Senhor Bom Jesus do Livramento, padre Ivair

Padre Ivair revela no documentário sobre a festa do Jubileu deste ano. “O sentimento que vem ao coração é uma mistura de alegria, porque o mês do Bom Jesus, o sentimento da tristeza, neste primeiro momento pelas tantas vítimas do Covid- 19, e uma certa angústia por não poder vivenciar tudo aquilo que vivemos ao longo de décadas, séculos, uma vez que a imagem é venerada no Santuário há mais de 300 anos”, destaca.

“A emoção de viver o setembro é singular para nós libertenses, para os devotos, para os que aqui vêm. Neste momento da história nossa preocupação maior é com a vida, mas não podemos deixar de celebrar, de vivenciar este mês. Não podemos parar, é preciso continuar. Até mesmo a iconografia, a imagem do Bom Jesus é o Cristo, podemos dizer, passando pela pandemia da Paixão, passando pelo caminho que vai conduzir para Cruz, Ele não para. É o Cristo que com todo seu sentimento de amor pela humanidade, Ele não para. Os passos do Bom Jesus, quem conhece e venera a imagem, olhar de perto os pés dele é daquele que caminha, nisto não podemos parar”, ensina o pároco e reitor do Santuário.

Paula agradece a confiança nela depositada. “Agradeço muito a Bom Jesus essa luz, de ter conseguido aproximar as pessoas, delas se sentirem presentes no Santuário, estando com fé, em oração, por ter conseguido levar essa emoção toda a cada lar que estava vendo”. “A missão foi cumprida, o objetivo foi cumprido junto ao Santuário de marcar esse dia 14 que para nós, que somos de Liberdade, é tão sofrido por não ter a festa, aos romeiros que não vieram é um sofrimento muito grande não ter a festa tradicional. Mas acho que conseguimos com todo esse trabalho marcar esse novo jubileu, no sentido do dia 14 que surge de uma forma diferente, celebrada de uma forma diferente, de uma forma muito grande”, finaliza Paulinha.

Fotos: Cláudia Carvalho