Rede de Notícias do Sindijori MG – www.sindijorimg.com.br

Procon Caratinga faz ação

                 Nos últimos dias, muitos consumidores de Caratinga têm reclamado do aumento do preço dos itens da cesta básica. O Procon local recebeu algumas reclamações sobre “preços abusivos” e informou que a equipe está organizando uma ação para esta semana, em que serão exigidos, dos estabelecimentos, as três últimas notas fiscais dos produtos. A orientação é para que os consumidores façam a pesquisa de preço e, caso percebam algo “abusivo”, comuniquem ao Procon. (Diário de Caratinga)

Bancários terão reajuste

                 Trabalhadores das instituições financeiras de Poços de Caldas e região terão, pelos próximos dois anos, reajuste salarial e todos os demais direitos garantidos pela Convenção Coletiva de Trabalho 2020/2022, além de abono neste ano. O acordo, que valerá para os próximos dois anos, garante, já este ano, 1,5% de reajuste nos salários, mais abono de R$ 2 mil para todos, e reposição da inflação (INPC estimado em 2,74%) nas demais verbas como VA e VR, bem como nos valores fixos da PLR. (Jornal Mantiqueira – Poços de Caldas)

Varginha na “Semana do Brasil”

                 Desenvolvida para aquecer as vendas durante a semana em que se comemora a independência do país, a Semana Brasil 2020 prossegue até do dia 13 de setembro também em Varginha. A ação reúne lojas de diferentes setores, como alimentação, eletrônicos e eletrodomésticos, que se propõem a oferecer descontos aos consumidores. Segundo a assessoria de comunicação da Associação Comercial de Varginha (ACIV), “os comerciantes poderão aderir individualmente as promoções”. (Correio do Sul – Varginha)

Montes Claros terá pesquisa

                 O Grupo de Estudos e Pesquisas em Metodologia,  Violência e Criminalidade, coordenado pelo departamento de Política e Ciências Sociais da Unimontes, faz o questionamento da percepção da população sobre a violência em Montes  Claros em pesquisa que será aplicada junto à população da cidade.  O objetivo é identificar como o montesclarense  percebe a violência, os sentimentos que pode provocar, a que pessoa/instituição os moradores recorrem para solucionar problemas relacionados à segurança pública e como a população percebe o trabalho da Polícia Militar. (Folha do Norte – Montes Claros)

Concurso adiado pela terceira vez

                 As provas do concurso público da Companhia Operacional de Desenvolvimento, Saneamento e Ações Urbanas (Codau) de Uberaba foram adiadas pela terceira vez, devido à pandemia do coronavírus. Com a manutenção da situação de emergência em saúde no município, em junho, a Codau resolveu adiar novamente a prova objetiva para 13 de setembro e o exame de aptidão física para 25 de outubro e o teste de aptidão física para seis de dezembro. (Jornal da Manhã – Uberaba).

Ferrovia voltará a funcionar

                 São Sebastião do Rio Verde vive momentos de encanto. A tão esperada conclusão das obras do trecho da ferrovia de São Sebastião do Rio Verde a São Lourenço já está próximo a acontecer. O empreendimento, que contou com parcerias para sua completa restauração, estará concluída até o final do ano. São 20 quilômetros de trilhos que percorrem belas paisagens de Minas Gerais, em grande parte à margem do Rio Verde. (Jornal Panorama – Baependi)

Procon fiscaliza abuso

                 Nos últimos dias, o aumento de preços nos produtos alimentícios nos supermercados tem deixado a população assustada. A causa disso, no entanto, é a pandemia da Covid-19, que aumentou significativamente a compra desses produtos, e isso fez com que os consumidores sentissem o impacto no bolso. Porém, após recente ação do Procon Regional, mesmo esse aumento tendo como origem externas que extrapolam  a competência fiscalizatória do órgão, é necessário que os varejistas locais observem as normas vigentes sobre aumento de preços. (Jornal Cidade – Lagoa da Prata).

Megaoperação fecha Lago

                 O Lago das Roseiras em Divinópolis ficou fechado no último final de semana por ação da Vigilância Sanitária de Divinópolis, com o apoio da Polícia Militar (PM). Apenas quem tem casa no local pode ultrapassar a barreira montada pela PM. Como nos fins de semana e feriados são registrados pontos de aglomeração no local, a intenção é restringir o acesso e, consequentemente, as chances de disseminação da doença. (Jornal Agora – Divinópolis)