Nesta quarta-feira, 2 de setembro, a Polícia Federal realiza operação contra um morador de Três Pontas, no Sul do Estado, suspeito de invadir o celular do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, e fraudar o recebimento do auxílio emergencial. As informações são do Jornal O Globo.

De acordo com as informações, o homem usava dados de vítimas para cadastrar para o recebimento do Auxílio Emergencial e ele mesmo recebia o benefício. Além disso, ele ameaçava Pedro Guimarães de divulgar dados pessoais seus e de sua família.

A operação, batizada de Falso Samaritano, é fruto de investigações iniciadas em julho, quando Pedro Guimarães sofreu ataques e teve informações pessoais divulgadas.