Interessados em participar da seleção com foco nos 300 anos de Minas Gerais podem se inscrever entre os dias 25/8 e 6/9.

Com o objetivo de valorizar a arte e a cultura do Estado, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) publicou, neste sábado (15/8/20), no Diário do Legislativo, o edital Minas Arte em Casa: 300 anos de Minas Gerais – Fotografia. Interessados em participar da seleção poderão fazer sua pré-inscrição entre os dias 25 de agosto e 6 de setembro.

A iniciativa integra as comemorações pelos 300 anos de Minas Gerais. Uma série de atividades resgata a história do Estado em função desse aniversário, em parceria da ALMG com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o Ministério Público Estadual, o Tribunal de Contas do Estado, a Defensoria Pública Estadual e a Universidade Federal de Minas Gerais.

A solicitação de inscrição estará disponível na página do programa Assembleia Cultural – Minas Arte em Casa: 300 Anos de Minas Gerais. Ao finalizar, o candidato receberá automaticamente no e-mail cadastrado o número de protocolo referente ao envio do pedido e, em até 24 horas, o link correspondente à ficha de inscrição.

Essa ficha deverá ser preenchida com as informações da proposta e enviada com a fotografia e a documentação exigidas no edital anexadas. As propostas poderão ser apresentadas até 10 de setembro deste ano.

Fotos podem abordar quatro eixos temáticos

As imagens inscritas podem ter sido anteriormente apresentadas em outros meios e suportes. Apesar disso, não podem ter sido premiadas em outros concursos e nem ter algum comprometimento de direito de exclusividade de uso por terceiros.

Elas devem se referir a um dos quatro eixos temáticos, listados abaixo:

  • Economia, Sociedade e Política – modos de viver e conviver; costumes e valores; participação popular e representação; tensões, conflitos e conquistas; o mundo do trabalho; a produção de riquezas, bens e serviços;
  • Vida Cultural – monumentos e construções; sítios arqueológicos; diversidade cultural; práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas das populações tradicionais do Estado;
  • Patrimônio Natural – formações físicas, biológicas e geológicas; sítios naturais; fauna e flora de nosso Estado;
  • Um Olhar para o Futuro – emancipação social; sustentabilidade; experimentação; inclusão; democracia inclusiva; ciência, tecnologia e inovação em Minas Gerais.

Avaliação – A avaliação de cada um dos trabalhos inscritos e habilitados será feita por três especialistas credenciados junto ao Banco de Pareceristas do programa Assembleia Cultural na área de Artes Visuais, apontados por meio de sorteio.

Os trabalhos selecionados serão expostos, em novembro, em galeria virtual hospedada no Portal da Assembleia, além de serem divulgados nos canais institucionais de comunicação e nos perfis da ALMG nas redes sociais.

Restrições devem ser observadas

Cada participante poderá concorrer com apenas uma fotografia. Poderão se inscrever pessoas físicas ou microempreendedores individuais, somente se maiores de 18 anos e se residentes no Estado.

Em caso de fotografia na qual figurem pessoas passíveis de serem reconhecidas, somente será habilitada a obra acompanhada de autorização do uso de imagem assinada pelos figurados, conforme modelo anexo ao edital.

Serão eliminadas as imagens cujo conteúdo tenha finalidade comercial, como divulgação de produto ou serviço ou que esteja em desacordo com a legislação vigente.

Vagas – Serão recebidas até 100 inscrições por eixo temático. Dentre as aprovadas, serão selecionadas 60 fotografias ao todo, em ordem de classificação, respeitando-se a proporcionalidade das categorias (15 vagas por subtema).

Não havendo inscritos em uma ou mais categorias ou não havendo propostas aprovadas em número suficiente, as vagas remanescentes serão redistribuídas proporcionalmente. A Assembleia poderá ainda selecionar excedentes.

Os artistas selecionados receberão o valor de R$ 1.490,22 pela fotografia escolhida, pelo licenciamento de seus direitos autorais.

Programa valoriza arte em tempos de pandemia 

Diante do fechamento, por tempo indeterminado, dos espaços de cultura da Assembleia em decorrência da pandemia de Covid-19, em 14 de maio de 2020, foi publicado o edital Minas Arte em Casa voltado para a seleção de propostas de artes cênicas e música em plataformas digitais, com apresentações até 25 de setembro.

O edital publicado no último sábado visa agora a abarcar a fotografia, uma expressão artística não contemplada na primeira seleção.

Fonte: ALMG