“Acho que cometi um erro. Pensei que fosse uma farsa, mas não é.”

Essas foram as palavras finais de um paciente de 30 anos que morreu nesta semana no Hospital Metodista de San Antonio, no Texas, nos Estados Unidos, após participar da chamada ”Festa COVID”, de acordo com a ABC News.

Segundo Jane Appleby, diretora médica do hospital, o paciente que não foi identificado contou para as enfermeiras sobre uma festa que teve a presença de alguém diagnosticado com coronavírus. As ”festas da covid” têm sido frequentes entre jovens americanos com o objetivo das pessoas pegarem o novo coronavírus intencionalmente para ver quem é infectado primeiro.

“O pensamento é que as pessoas se reúnem para ver se o vírus é real e se alguém é infectado”, disse Appleby.

Informações e Crédito da Foto: Reprodução ABC