Diante a pandemia do Covid-19, Carvalhos publicou o decreto nº 009/2020, que dispõe sobre regras para velórios e sepultamentos no município. No uso de suas atribuições, o prefeito Antônio de Pádua de Carvalho Moura decretou artigos e normas que estabelecem novas ações e cuidados para os velórios e sepultamentos.

Considerando que a pandemia por Covid-19 é uma situação emergente e em rápida evolução, além da necessidade de regulamentação dos serviços de velórios e seus cuidados, foi decretado normas para os óbitos ocorridos em residências ou nos serviços de saúde. Diante isso foi informado sobre os cuidados e a utilização dos equipamentos de proteção individual necessários no serviço funerário, além da recomendação das medidas de higiene às pessoas presentes nos velórios e sepultamentos.

Outro ponto de destaque é que durante o período de pandemia, fica expressamente proibido o velório em residências, devendo ser realizados no velório municipal. O número de pessoas no espaço também foi estabelecido, devendo ocorrer com o menor número possível de pessoas, preferencialmente os familiares mais próximos, no máximo 10 pessoas. As orientações se fazem necessárias para diminuir a probabilidade de contágio e como medida para controlar os casos de Covid-19. A medida vale também para o momento do sepultamento.

Durante o período da pandemia, os cultos ecumênicos e cortejos também estão suspensos. Também vale a orientação quanto ao tempo do velório, devendo ocorrer no mesmo dia em que ocorreu o óbito, no tempo máximo de 4 horas.

Todas as medidas tomadas pela Administração Municipal levam em conta o período da pandemia e o decreto entrou em vigor no dia 7 de julho de 2020.