No dia 18 de Março de 2020 o Ministério da Educação decretou a suspensão das aulas presenciais, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). No entanto, a Secretaria Municipal de Bom Jardim de Minas através do secretário de educação Sérgio Costa de Paiva Freitas, buscou estratégias de ensino remoto e com isso desenvolveu o projeto Educa em Casa que teve início no dia 5 de Maio de 2020, amparado pela portaria nº 041 de 14 de Abril de 2020 que dispõe a reorganização do calendário escolar.

O PROJETO

A coordenadora da Escola Municipal Monsenhor Nardy, Camila Rodrigues dos Santos, fala sobre a importância deste momento nas escolas do município, “ajudo na elaboração de atividades para os alunos da zona rural e os que não possuem acesso à internet. Esta ação garante igualdade no aprendizado. O foco do projeto é manter o vínculo com o aluno e, mostrar o quanto estamos com saudade”, comenta.

Devolução de material escolar da Creche Municipal CASINHA DOS SONHOS (crédito Secretária Municipal de Educação)
Creche de Bom Jardim de Minas (crédito Secretária Municipal de Educação)

O diretor da escola municipal do distrito de Taboão, Sílvio José de Almeida Medeiros, fala sobre o desenvolvimento do projeto. “Para a realização do projeto Educa em Casa, foi desenvolvido um comitê educacional para atender os alunos da área urbana e rural. Os profissionais de educação seguem todas as medidas de prevenção, com a utilização de máscaras, luvas e álcool em gel, todos os kits passam por desinfecção e são empacotados seguindo as normas de saúde. Os alunos e familiares têm recebido muito bem a equipe; apesar da pandemia, estamos desenvolvendo com sucesso o Educa em Casa.” Explica.

Diretor da Escola Municipal do Distrito de Taboão, Sílvio José de Almeida Medeiros
Escolas Municipais  no Distrito do Taboão

Para a diretora da Escola Infantil Municipal Balão Mágico, Mayra Garcia da Silva, “devido a pandemia os educadores tiveram que adaptar sua rotina doméstica a nova forma de trabalho, eles precisaram reinventar sua maneira de dar aulas e lidar com outras dificuldades, como a tecnologia e a utilização das ferramentas virtuais. No entanto, a pandemia nós ensinou o real valor de habilidades, como: a criatividade, comunicação, colaboração e resolução de problemas, mas uma coisa é certa, nada mais será como antes, a educação terá que ser vista de um modo ainda mais inovador”, complementa.

 Na Escola Técnica Orlando Altomare de Carvalho, a diretora Vivian A. Nunes Gonçalves e a secretária Maria Cleonice Cunha, falam como o momento da pandemia está na escola, “Em nosso curso Técnico Contábil e Enfermagem, os alunos com o acesso à internet, possuem o grande desafio de aprender a gerenciar o tempo dentro de casa e ter disciplina para estudar no modelo EAD.

Prédio onde funciona as escolas: E. M. Monsenhor Nardy, Escola Técnica Orlando Altomare de Carvalho e a E. M Balão Mágico)

Ainda sobre o cenário atual nacional, a diretora Vivian e a secretária Maria Cleonice, falam que “a grande dificuldade no Brasil, assim como nos demais países, é a situação imprevisível em uma área que não tem tradicionalmente a cultura do digital, do trabalho remoto ou da educação a distância. Isso é novo e complexo para quem trabalha com educação básica e técnica nas escolas públicas”, completaram.

 Kit Merenda Escolar

Em concomitância ao projeto Educa em Casa, a Secretaria de Educação de Bom Jardim de Minas desenvolveu o Kit Merenda. Essa oportunidade é voltada aos familiares dos alunos que faz parte da rede pública de ensino e está com as aulas paradas. Muitos jovens e crianças contavam com a merenda como uma de suas refeições, por isso surgem essas ajudas específicas. O critério usado para a distribuição do Kit é o cadastro ao benefício do Bolsa Família, com isso é feito um acompanhamento em parceria com o CRAS.

Eliane Aparecida da Silva, coordenadora da Creche, tem acompanhado o motorista Onofre para a entrega do Kit Merenda na zona rural do município, “estamos lutando juntamente ao comitê de enfrentamento ao Covid-19, para que esse período possa ser o mais tranquilo possível”, destaca, segundo a coordenadora, a ideia de entregar o Kit Merenda surgiu devido ao estoque de merenda das escolas, então com a alimentação estocada foi possível montar os Kits, não é uma cesta básica, é um complemento alimentar, que é entregue para alunos beneficiários do bolsa família.

O motorista Onofre Renato Santos, comenta um pouco da sua rotina com a pandemia, “é indispensável fazer parte desse projeto, estamos ajudando os alunos e suas famílias nesse momento de pandemia, em que estamos unidos, e isso é muito importante.” Uma mãe de um aluno do distrito de Taboão, zona rural do município, Rosângela de Fátima Landim, fala como recebe o kit merenda e a atividade do filho, “é muito bem-vindo e ajuda muito, apesar da dificuldade de auxiliar o filho nos estudos, o acompanhamento mesmo distante dos professores nos ajudam muito.”

Entrega das atividades comunidade Taboão, professores e motoristas

Sobre o Comitê Educacional

O Comitê Educacional implementado pela secretaria de educação municipal vem organizar e estruturar o projeto em todo seu contexto administrativo. Sem o Comitê ficaria inviável a logística para colocar em prática o projeto. De acordo com a diretora da Escola Municipal Monsenhor Nardy, Marina Miron “O Comitê atua com muito zelo e competência, diretamente com os professores, pais ou responsáveis dos alunos. Portanto tem sido de grande importância para a educação nesse momento difícil devido a pandemia do Coronavírus”.

Integrantes do Comitê Educacional: Adriana Rodrigues de Bem; Adriana Lopes Peçanha; Ana Cláudia Aquino Alves, Andreyna Ap. Silva de Carvalho; Andrezza Oliviera Esteves; Carla Patricia da Silva Almeida Domingos; Cristiane Soares da Silva Almeida; Cristina Marques; Eliane Aparecida da Silva; Elisandreia Ap. Nunes Tinoco; Fatima Graciana Landim; Gabrielle Ap. Rodrigues Marques; Liliane de Paula Rezende; Livia Vargas Nardy Teixeira; Vanêssa Maria Altomare Campos e Sinara Ap. Nunes de Moura, Nayara Tatiana da Silva Cruz e Thaís Glória de Almeida, Diretores, Coordenadores e Supervisores.

Estas estão diretamente ligadas ao comitê e atuam fortemente em todos os processos administrativos que envolvem o projeto Educa em Casa.

Organograma dos profissionais da educação

TODOS PELA EDUCAÇÃO: “Diante dos fatos mencionados, é notório que o município de Bom Jardim de Minas está com um excelente projeto educacional, no qual profissionais têm se dedicado muito em prol de seus alunos, e toda essa dedicação vem apresentando significativos resultados que são observados através de gráficos e pesquisas. O projeto Educa em Casa foi avaliado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE-MG) e recebeu diversos elogios. Sabemos que nada substitui a relação presencial entre alunos e professores em sala de aula, mas é nossa função garantir a continuidade dos estudos de nossas crianças e jovens mineiros da melhor forma possível, pois segundo o pedagogo Paulo Freire a educação não deve ser negligenciada.” Secretário Municipal de Educação, Sérgio Costa de Paiva Freitas.