Curso sobre manejo da doença está com inscrições abertas

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) está com as inscrições abertas para o curso Covid-19: manejo da infecção causada pelo novo coronavírus. Oferecido na modalidade a distância, o curso, que já conta com mais de 40 mil inscritos, é gratuito e aberto a todos os profissionais envolvidos na linha de frente do atendimento da covid-19.

As inscrições estão abertas no site do Campus Virtual Fiocruz. “Atuamos sempre com o compromisso de salvar vidas e fortalecer o SUS, para que tenhamos a capacidade de enfrentar esse e outros desafios relacionados à saúde da população brasileira”, afirmou, em nota, a vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação, Cristiani Vieira Machado.

Segundo a Fiocruz, em um cenário com mudanças frequentes no conhecimento sobre o novo coronavírus, a capacitação é uma ferramenta importante na formação dos trabalhadores para a sua prática nos serviços de saúde. “Esse é um diferencial importante do curso, que é ser elaborado junto a pesquisadores e gestores diretamente envolvidos nas ações de vigilância e assistência e que estão considerando o atual cenário”, disse a coordenadora-geral do curso e do Campus Virtual Fiocruz, Ana Furniel.

Formulado com uma linguagem simples e em formato dinâmico e interativo para facilitar o aprendizado, o conteúdo apresenta estratégias para conter a curva epidêmica da doença. A capacitação é composta de três módulos independentes: um sobre conceitos básicos e dois sobre o manejo clínico da doença.

Saúde mental

Outra iniciativa da Fiocruz é o Curso Nacional de Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Covid-19, com mais de 63 mil profissionais matriculados. O objetivo é oferecer suporte técnico-informativo aos profissionais de saúde e áreas afins que estejam trabalhando ou venham a trabalhar no atendimento em saúde mental e atenção psicossocial no âmbito da covid-19.

“O curso foi construído com base nos princípios do SUS, a fim de garantir o fortalecimento das ações no âmbito das políticas de saúde e com base nos protocolos internacionais”, afirmou a diretora da Fiocruz Brasília, Fabiana Damásio. “São ações que visam garantir desde a informação qualificada à população até a atenção especializada, como pode ser o atendimento psicológico em si”, acrescentou.

Os interessados podem se inscrever até 15 de julho e os matriculados têm até 26 de agosto para concluir as atividades. “Os alunos podem acompanhar os conteúdos no horário mais conveniente para eles, tentando facilitar um pouco a vida de quem está na linha de frente, produzindo esse cuidado em saúde mental e atenção psicossocial”, disse a coordenadora técnica do curso, Débora Noal.

Fonte: Agência Brasil