O Governo de Minas Gerais, representado pelo Instituto Mineiro de Agropecuária – IMA, reconheceu o município de Alagoa como região produtora do Queijo Artesanal de Alagoa através da Portaria 1986 de 16 de Junho de 2020.

“É um grande avanço e mais um benefício aos produtores de queijo aqui de Alagoa! Este reconhecimento do Governo consolida a vocação de nossa cidade como Terra do Queijo” comemorou o prefeito Juliano Diniz. Segundo o Censo Agro 2018, Alagoa tem 135 produtores de queijo responsáveis por 1,5 toneladas de queijo por dia, mas estima-se que esta produção seja bem maior.

“É uma grande alegria pra nós do IMA publicarmos estas portarias que são resultado de um trabalho de caracterização feito com muito apreço pela EMATER-MG, que é nossa co-irmã na Secretaria da Agricultura. Desejamos sucesso aos produtores destas regiões!”, diz o Dr. Thales Almeida Pereira Fernandes, diretor do Instituto Mineiro de Agropecuária – IMA.

O próximo passo é o Regulamento de Identidade e Qualidade do Queijo Artesanal, a ser realizado por uma equipe do IMA. Feito este regulamento será possível aos produtores destas duas regiões pleitear junto ao IMA o registro das queijarias para obtenção do SISBI – Serviço de Inspeção Brasileiro e/ou Selo ARTE. Com um destes dois selos é permitida a venda em todo Brasil.

Fonte e foto: Prefeitura de Alagoa