Ao todo, mais de R$ 80 milhões foram transferidos. Ministério da Economia afirma que nenhum beneficiário será prejudicado

O Governo Federal autorizou a transferência de R$ 83.904.162,00 para a Secretaria Especial de Comunicação, conforme portaria nº 13.474, de 2 de junho de 2020. O dinheiro é proveniente de recursos do Bolsa Família destinados à região Nordeste.

A portaria foi assinada por Waldery Rodrigues Junior, secretário especial da Fazenda, e o montante irá viabilizar campanhas publicitárias de caráter educativo, informativo e de orientação.

De acordo com nota oficial do Ministério da Economia, nenhum beneficiário do Programa Bolsa Família foi prejudicado. Com o pagamento do Auxílio Emergencial, a maioria teve benefícios superiores e as regras do Auxílio não permitem que o cidadão receba os dois pagamentos ao mesmo tempo. Dessa forma, esse recurso pode ser utilizado para atendimento de outras despesas da União.

A nota afirma ainda que após o primeiro pagamento do Auxílio Emergencial, em abril, aproximadamente 95% dos beneficiários do Programa Bolsa Família se qualificaram para receber o Auxílio Emergencial em substituição ao Bolsa Família. Desse modo, ocorreu forte redução na execução do programa, caindo de uma média mensal em torno de R$ 2,5 bilhões para R$ 113,1 milhões.

Com informações do Portal G1 e do Ministério da Economia