A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que vai retomar os testes com hidroxicloroquina para covid-19. Os testes foram suspensos pela entidade no dia 25 de maio, depois que um estudo publicado na revista científica “The Lancet” indicou que não há benefícios no uso da substância contra o coronavírus.

A pesquisa também apontou maior risco de arritmia cardíaca nos pacientes que utilizaram o remédio. A OMS destacou que a decisão de suspender os testes com a hidroxicloroquina foi baseada em relatórios que falavam em uma maior mortalidade nos pacientes que usavam a substância quando comparados àqueles que não a usavam.

Nesta semana, a entidade afirmou que revisou dados e não encontrou aumento na mortalidade entre os pacientes.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, os testes com hidroxicloroquina serão retomados com três mil e quinhentos pacientes em 35 países.