O município de Bom Jardim de Minas também está na luta de enfrentamento contra ao coronavírus. Em 20 de março, a prefeitura publicou o decreto de número 616/2020, o qual estabelece mudanças para o comércio, escolas, e toda a população, o decreto determina a suspensão temporária dos alvarás de localização e funcionamento e autorizações emitidos para a realização de atividades com potencial de aglomeração de pessoas e dispõe sobre medidas temporárias de prevenção ao contágio e de enfrentamento da situação de emergência pública causada pelo agente coronavírus (COVID-19). Leia o decreto aqui.

Para o comércio local, ficou estipulado que cada comerciante deve colocar sinalizações e barreiras que impeçam a entrada de clientes; fornecer máscaras para os funcionários que irão utilizar durante todo o expediente; cada comerciante ficará responsável pelas filas originadas do seu comércio, mantendo a distância mínima de 1 metro. O comerciante também deverá disponibilizar o álcool em gel para higienização dos clientes e desinfetar a sua calçada. Todos os comércios vão passar por inspeções e mediante ao não cumprimento do decreto, o estabelecimento poderá perder seu alvará de funcionamento.

No munícipio, a secretaria municipal de Saúde também realiza a barreira sanitária com objetivo de orientar as pessoas que passam pelo município. As atividades turísticas pela zona rural do cidade estão suspensas nesse período, segundo o decreto publicado em março.

Caso do Médico que testou positivo para o Covid-19

No dia 04 de maio, foi divulgada em nota oficial que um médico atendeu no Hospital de Bom Jardim de Minas e, posteriormente, testou positivo para covid-19. Ttodos que tiveram contato com o médico estão em isolamento conforme o protocolo do Ministério da Saúde.

Conforme a nota oficial da prefeitura, foram 34 profissionais de saúde e famílias e 59 pacientes e famílias com quem o médico teve contato, somando 93 pessoas, que estão em isolamento social como pede o protocolo do Ministério da Saúde.