A Prefeitura e o Comitê de Enfrentamento ao COVID-19 se reuniram nesta quarta-feira (07) para discutir, dentre os assuntos pertinentes ao cenário da pandemia, a possível flexibilização de mais alguns setores do comércio local. Foi colocado em pauta as duas possibilidades que possuem respaldo do Governo Estadual para serem seguidas: A deliberação 17 do Comitê Estadual de Enfrentamento ao COVID19, que determina o que pode e o que não pode funcionar, de forma mais rígida, ou então a adesão ao Programa Minas Consciente, em que o Governo Estadual determina a abertura gradativa do comércio, obedecendo os critérios dos setores determinados.

Após as ponderações dos integrantes do Comitê Municipal, ficou decidido que a Prefeitura vai aderir ao Programa Minas Consciente, e flexibilizar de acordo com a cartilha proposta pelo Governo Estadual. Nesta cartilha, a reabertura é feita através das chamadas ondas, distribuídas em cores, onde englobam os setores econômicos.

As ondas são feitas em sequência respeitando os protocolos de saúde, e cada onda será liberada pela Prefeitura com um Decreto próprio, assim que for liberado pelo Estado e discutido no Comitê Municipal de enfrentamento ao COVID19. A primeira delas é a onda verde, discutida e aprovada nesta reunião de hoje. Dessa forma, será publicado o Decreto Municipal de adesão dos setores que estão descritos nela.

As próximas ondas são: branca, amarela e vermelha, que serão liberadas gradativamente conforme o cenário da doença na cidade e região, bem como a disponibilidade de atendimento do Hospital São Lourenço e os resultados dos testes que estão sendo feitos. Isso significa que os demais setores do comércio que estão distribuídos nessa cartilha deverão aguardar a sua liberação.

A reunião contou com a presença de outro membro do comércio, além dos que já fazem parte do Comitê, que representam a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Sindicomércio. O representante questionou a respeito da reabertura do comércio em geral, e vários participantes fizeram relatos para demostrar sobre o que é possível ser feito atualmente e sobre as limitações existentes.

Foi explicado pelos membros a respeito da adesão ao Programa Minas Consciente, ressaltando que o Comitê tem total preocupação com a economia local, o que é discutido em todas as reuniões, porém a flexibilização vai acontecer de forma gradual e responsável, preservando a saúde da população.

Para saber sobre os critérios do Programa Minas Consciente, acesse:
https://www.mg.gov.br/minasconsciente/empresarios

Fonte: Ascom da Prefeitura de São Lourenço