O município de Aiuruoca segue buscando alternativas para manter o coronavírus longe da sua população. Segundo dados oficiais da Secretaria de Saúde Municipal, a cidade não tem casos confirmados de Covid-19, e neste momento não tem casos em investigação. Dois possíveis casos foram descartados pela equipe médica local.

Para manter os números favoráveis, a Prefeitura Municipal, com apoio da Polícia Militar, vem mantendo uma guarita sanitária, que existe para os procedimentos de identificação, solicitação e adesão das pessoas ao termo de compromisso de quarentena.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Panorama no mês passado, o Secretário de Saúde Erlisson Lopes já tinha adiantado sobre algumas medidas que a Prefeitura Municipal vem fazendo para manter o vírus longe. Essas ações de prevenção e conscientização estão dando bons resultados até o momento.

A informação correta é uma aliada importante na luta contra o coronavírus. Quanto mais informada, menos riscos as pessoas correm. Por conta disso, o acesso à informação não ficou somente no perímetro urbano, mas também está sendo realizada ações de divulgação nos 22 bairros rurais do município.

Confira a nota de esclarecimento da Prefeitura de Aiuruoca, que informa o trabalho que vem sendo realizado na cidade para manter o município sem casos de Covid-19

NOTA DE ESCLARECIMENTO DA PREFEITURA DE AIURUOCA

No intuito de esclarecer algumas dúvidas referentes à forma de atuação das guaritas sanitárias, circulação de pessoas e procedimentos adotados, informamos:

As guaritas sanitárias não possuem poder de polícia, elas existem para os procedimentos de identificação, solicitação e adesão das pessoas ao termo de compromisso de quarentena, uma das formas adequadas de prevenção e controle do Coronavírus. Todos os termos, por terem dados pessoais, são mantidos sob sigilo junto a Secretaria de Saúde.

O termo de responsabilidade de quarentena não é um salvo conduto, ele serve para lembrar o cidadão de suas responsabilidades para consigo e para com as demais pessoas.

Constantemente estamos recebendo denúncias de cidadãos que estão andando pelas ruas ou bairros. Esclarecemos que a Prefeitura Municipal não exerce poder sobre o indivíduo, desta forma, não podemos efetuar internação ou recolha compulsória de pessoas em suas residências, sugerir-nos isso é totalmente descabido.

Continua vigorando o Decreto Municipal que suspendeu as atividades turísticas, a circulação de turistas, visitas aos atrativos e o funcionamento de pousadas, chalés etc. Com base nisso, o visitante é orientado a não entrar, posto que não terá a sua disposição os aparelhos de suporte adequados. A Vigilância Sanitária executa o trabalho de fiscalização e até o presente momento não há registro de hóspedes em nenhuma de nossas pousadas.

Quem possuí propriedade em Aiuruoca, residência fixa, parentes ou contrato de aluguel já firmado antes do início da transmissão comunitária do vírus, adentram a cidade apresentando um comprovante e assinam o termo de responsabilidade de quarentena. É Importante entender que a apresentação de comprovante e tão somente para efeito de controle de fluxo e procedência, uma vez termos atenção especial com quem vem de áreas onde há número expressivo de contaminação.

Entrega de insumos, representantes comerciais, entregas de materiais, usuários do sistema de saúde, etc são devidamente orientados como proceder durante sua breve estada no Município, preenchendo um formulário próprio. Continua proibido o comércio ambulante.

A presença de parentes, veículos, proprietários de casas, representantes comerciais, usuários do hospital etc está sendo constantemente confundida com turistas. É necessário cuidado com está questão, pois, devemos evitar o pré-julgamento de pessoas, afinal, nossa cidade sempre foi conhecida pela hospitalidade e ótimo tratamento. Não podemos deixar de agirmos com a devida cordialidade, afinal, a pandemia não é culpa de ninguém.

A gerência do Parque Estadual da Serra do Papagaio decretou o fechamento temporário dos acessos ficando suspensas as visitas ao Pico do Papagaio, Retiro dos Pedros e demais áreas. Embora possamos colaborar, a fiscalização do cumprimento daquele decreto é de inteira responsabilidade do Estado e não da Prefeitura.

Gostaria de ressaltar que o Município de Aiuruoca é obediente ao direito constitucional de ir e vir do cidadão, contudo, as ações nas guaritas estão sendo erroneamente confundidas com cerceamento, sendo que, na verdade, lá é feito um exaustivo trabalho de conscientização, onde, sob hipótese alguma é permitido o uso de força, a vistoria de veículos ou meios que venham ferir os direitos civis. Portanto, exigir o fechamento da cidade e a sumária proibição de circulação de pessoas é ato que só seria possível em um estado de sítio. Qualquer cidadão que tenha alguma dúvida está convidado a conhecer de perto o trabalho realizado nas guaritas.

Entendemos o medo e preocupação, mas, é necessário mantermos a calma e evitar o pânico, porque ele gera desinformação e cria situações desnecessárias promovendo, inclusive, o distanciando da realidade.

O Município vem, com grande sacrifício, cumprindo o seu dever, fazendo valer os decretos, trabalhando seriamente disponibilizando materiais, fazendo campanhas, divulgando informações, fazendo visitas, triagens, fiscalizações etc. Porém, todo este esforço será em vão se não conseguirmos contar com a consciência cada um!

Por isso, solicitamos que colaborem pedindo o adiamento das visitas de seus familiares. Se for necessário sair do Município, ao retornarem façam a sua quarentena. Procurem informações nos canais oficiais evitando desencontros e falsas notícias. Usem máscaras de proteção, álcool em gel e lave bem as mãos. Não visitem os nossos atrativos. Mantenham-se tranquilos colaborando com os trabalhos que estão sendo realizados confiando nas autoridades e instituições, pois, tudo está sendo feito com muita responsabilidade, dedicação e respeito.

Nós estamos na linha de frente desta batalha, e o que nos dá força para prosseguirmos é sabermos que podemos contar com cada um de vocês, amigos, turistas, donos de pousadas, empresários locais, cidades vizinhas, Polícia Militar, funcionários da prefeitura, da Secretaria de Saúde, enfim, todos unidos e firmes em um só propósito: vencer este enorme desafio.

Atenciosamente,

Gilberto Furriel
Secretário de Desenvolvimento Econômico, Social, Ambiental e de Turismo.