O coronavírus tem forçado as pessoas a ficarem em casa como medida preventiva para evitar a contaminação da doença. Com isso, pequenos e médios negócios têm sido impactados pela interrupção de seus serviços em todo o país. Para evitar que o negócio venha a falência, empreendedores estão vendo na internet uma alternativa para atrair clientes e sobreviver à crise.  

Como fazer vendas pelo Instagram: estratégias necessárias

Existem alguns pontos importantes apontado por especialista da arte de vendas pelas redes sociais, veja como poderá aplicar estas estratégias no Instagram para garantir que o perfil fique otimizado e pronto para vender.

O primeiro passo para aprender vender pelo Instagram, é configurar um perfil comercial.  No perfil comercial, o Instagram fornece uma série de ferramentas extras, não presentes em um perfil pessoal, que auxiliam na análise de audiência e controle de vendas.

Através de uma conta comercial você pode utilizar recursos como links nos Stories (acima de 10 mil seguidores), anúncios pagos, análise de dados de público e engajamento, entre outros.

Use uma logo para sua loja, ou uma foto que represente a sua marca na internet, na foto e perfil, desta forma, as pessoas se conectarão diretamente com a ideia que você quer passar no Instagram.

Configuração da Biografia (ou apenas Bio) – A Bio deve conter dados claros sobre o objetivo do perfil na rede social. Deixe claro o tipo de produto que vende, ou serviço que presta aos usuários. Informações sobre a sua localidade (para um negócio físico). Configure  um Link na sua Bio para o seu blog ou site de negócios. Não esqueça de incluir um link do seu site e, para  colocar vários links de produtos aos quais é afiliado, utilize uma ferramenta como Linktr.ee ou LinkToBio.

Outra dica é procurar a chamar a atenção do seu cliente com pequenos vídeos falando de algo que o interesse.No feed do Instagram é permitido até 1 minuto e de vídeo, e nos Stories até 15 segundos por quadro (cada Stories). Os vídeos, atraem mais audiência e ajuda a fazer vendas no Instagram.

O Direct, mensagens em formato de chat particular, aumentam a proximidade com o  cliente através dele você consegue dialogar com uma pessoa e entender as necessidades reais dela.

As hashtags são palavras-chaves que ajudam as pessoas a encontrar a sua marca, por isso utilize-as com inteligência. Vale tomar cuidado com o exagero e estudar quais estão sendo mais buscadas no seu segmento. Use-as como termos estratégicos, que estejam relacionados ao conteúdo e ao seu negócio.

É importante ficar atento à qualidade das imagens. Lembre-se de que no Instagram imagem é tudo! Fique atento a ângulos desfavoráveis, montagens mal-feitas e baixa resolução das fotos, pois tudo isso impacta na sua marca e faz com que o usuário perca o interesse em seguir o seu perfil.

Alguns aplicativos de tratamento de imagem pode ser um alternativa para quem não pode contratar um fotógrafo profissional. Eles ajudam na edição das fotos, postagens comerciais e filtros interessantes para as publicações.

MAIS DICAS PARA VENDER ON-LINE

1. Conheça o seu público

Essa dica é fundamental. É muito importante você saber quem pode se interessar pelo produto ou serviço que você pode oferecer. As chances de ter mais sucesso são muito maiores.

2. Perca a vergonha

Nada de ter vergonha de usar sua voz ou imagem nas redes sociais! É muito importante que as pessoas vejam e tenham muitos detalhes sobre o que você está oferecendo.

3. Acredite

Se você sabe fazer alguma coisa ou possui um conhecimento, acredite nele. Não menospreze suas habilidades, elas podem solucionar o problema de alguém e, de quebra, você ganha dinheiro!

4. Faça boas fotos

Imagem é fundamental para vender online, afinal, o cliente não pode tocar no produto. Por isso, ache um lugar legal da casa, componha cenários e busque uma luz que valorize sua foto e os detalhes do produto.

5. Seja persistente

Nem todo começo é fácil. Construir uma base de clientes leva tempo e precisa de muita dedicação. Por isso aproveite o tempo em casa e se dedique de verdade para o projeto. Muitos dos grandes negócios que temos no Brasil, começaram assim!

Fonte: Sites, Sebrae; Serasa