O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro deixou de seguir Bolsonaro no twitter. Moro pediu demissão na última sexta-feira (24) e acusou Bolsonaro de interferir na Polícia Federal que teve o antigo diretor-geral, Maurício Valeixo exonerado.

Durante o final de semana, o Presidente Jair Bolsonaro trocaram farpas pela rede social. O presidente citou o caso de vazamento das mensagens de Sérgio Moro pelo site The Intercept Brasil. Logo em seguida Moro disse que está sendo vítima de uma campanha de fake news nas redes e encerrou o tweet com a frase que o presidente usou durante a campanha com modificações. ”’Verdade acima de tudo. Fazer a coisa certa acima de todos”.