Provável novo secretário-executivo do Ministério da Saúde, o General Eduardo Pazuello, deu uma entrevista para a Revista Veja, nesta quarta-feira (22) e explicou que considera a nova função no Ministério da Saúde uma missão. O General explicou ainda como vem sendo o processo de transição no Ministério da Saúde.

O General Pazuello foi convidado pelo Presidente Bolsonaro e o novo ministro Nelson Teich para substituir João Gabbardo na função de Secretário-executivo do Ministério da Saúde. Após a saída de Henrique Mandetta, o Ministério vem passando por transformações.

Pazuello é militar da ativa, Comandante da 12ª Região Militar da Amazônia e considera o convite como uma missão ”Não tem que aceitar nada. É missão. Eu sou comandante da 12ª Região Militar em Manaus, sou da ativa. E continuo comandante de tropa. Vim cumprir uma missão, que é auxiliar o novo ministro nessa transição e entrar com uma equipe forte para ele não ficar sozinho nesse momento. Estou indo como instituição, não como o Eduardo Pazuello.”, afirmou o General em entrevista a Revista Veja.

De acordo com Pazuello a troca no Ministério da Saúde deve ser publicada na próxima sexta-feira (24) ou na segunda-feira (27), mas será o mais breve possível.

Foto: Alan Santos