Implantado em Carmo do Rio Claro em 2018 através de uma parceria entre a Prefeitura, Copasa e Emater, o Programa Socioambiental de Proteção e Recuperação de Mananciais – Pró-Mananciais já apresenta resultados.

Em Carmo do Rio Claro foram feitos 10 mil metros de cerca e reflorestamento de 4 mil mudas nativas em todo o município.

Para a recuperação da Cascatinha, foram feitos 600 metros de cerca e a retirada de gado que estava clandestinamente no local além de ligações de água também clandestinas.

O objetivo do programa é proteger e recuperar as microbacias hidrográficas e as áreas de recarga dos aquíferos dos mananciais utilizados para a captação de água para abastecimento público das cidades operadas pela Copasa.

Segundo Alexandre Anestor Alves, diretor do Departamento de Infraestrutura na época da implantação do programa, dentre as ações desenvolvidas, destacam-se o cercamento de nascentes e demais Áreas de Proteção Permanente – APP, plantio de mudas nativas, construção de bacias de contenção de água de chuva (bolsões), bem como a realização de oficinas e capacitações em temas ambientais para o público escolar, agricultores e demais moradores do município, de forma a promover a cultura da sustentabilidade e, assim, ganhar cada vez mais parceiros na preservação ambiental.

O cercamento das nascentes e demais áreas de proteção permanente é fundamental para a conservação e recuperação dos mananciais e dos ambientes nos quais estes estão inseridos, e favorece o envolvimento e a conscientização das comunidades em prol da proteção e recuperação dos recursos hídricos. As cercas evitam a entrada do gado e outros animais pesados nas nascentes e cursos d’águas, evitando a compactação do solo, que obstrui o afloramento da água, processos erosivos e a destruição da vegetação nativa, promovendo, assim, a recomposição da mata ciliar de forma natural, o que melhora a qualidade e a quantidade de água das bacias.

Fonte: Ascom Prefeitura Municipal de Carmo do Rio Claro