Um Pastor evangélico morreu de Covid-19, na Virgínia nos Estados Unidos. O óbito veio pouco tempo depois do religioso mostrar com orgulho sua igreja lotada mesmo em tempos de isolamento. De acordo com a imprensa local, Gerald comandou uma celebração na Igreja Evangélica da Nova Libertação no dia 22 de março. Na ocasião ele disse que planejava seguir realizado os cultos, mesmo com as recomendações contrárias das autoridades de saúde, e só não o faria se estivesse ”na prisão ou no hospital”

Desde o dia 27 de março, os cultos foram suspensos pela igreja. Ainda de acordo com a imprensa local, a primeira-dama da Igreja foi hospitalizada após dar positivo para o coronavírus.

O anúncio da morte do Pastor foi feito pela própria igreja em um comunicado no Facebook

”É com pesar que anunciamos a morte de nosso amado Bispo Gerald O. Glenn, Fundador e Pastor da Igreja Evangélica de Nova Libertação no sábado, 11 de abril de 2020 às 21:00. Por favor, ore conosco por Madre Marcietia Glenn, nossa primeira família e a família da igreja NDEC. Pedimos que você respeitosamente permita que nossa Primeira Família sofra à sua maneira. Anunciaremos os arranjos finais nos próximos dias. Seja abençoado e não pare de orar um pelo outro.”, segundo a nota.

Foto: New Deliverance Evangelistic Church / Facebook)